SMetal

Imprensa

Saúde

Veto do prefeito sobre o Hospital Municipal é rejeitado pela Câmara de Sorocaba

Terça-feira, 26 de Março de 2013 - Atualizado em 27/12/2016 12:03
Imprensa SMetal
,
Munidos de faixas com apelo à saúde e a vontade popular, manifestantes acompanharam a sessão

Por 15 votos a 5, a Câmara Municipal de Sorocaba rejeitou, na sessão desta terça-feira, dia 26, o veto do prefeito Pannunzio ao projeto de iniciativa popular que pede a criação do Hospital Público Municipal.

O projeto de iniciativa popular foi liderado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região e reuniu assinatura de 26.609 eleitores sorocabanos. Com a derrubada do veto, a proposta depende apenas de publicação no Jornal do Município para se tornar lei.

Votaram pela manutenção do veto e contra o hospital municipal os vereadores Paulo Mendes (PSDB), José Francisco Martinez (PSDB), Waldomiro de Freitas (PSD), Waldecir Morelly (PRP) e Muri de Brigadeiro Tobias (PRP).

A favor da iniciativa popular votaram os vereadores Izídio de Brito (PT), Anselmo Neto (PP), Cláudio do Sorocaba I (PR), Tonão Silvano (PMDB), Carlos Leite (PT), Fernando Dini (PMDB), Francisco França (PT), Irineu Toledo (PRB), Jessé Loures (PV), José Crespo (DEM), Marinho Marte (PPS), Pastor Apolo (PSB), Pastor Luis Santos (PMN), Rodrigo Manga (PP) e Saulo do AfroArts (PRP).

A derrubada do veto foi comemorada pelos mais de cem manifestantes que acompanharam a sessão.  "Essa é uma vitória da sociedade e da democracia que, sem dúvida, vai entrar para história de Sorocaba", comemorou o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Ademilson Terto da Silva.

Deixe seu Recado