SMetal

Imprensa

Jornada pela democracia

Trabalhadores participam de debates em apoio ao Instituto Lula

Terça-feira, 18 de Agosto de 2015 - 10:37 - Atualizado em 27/12/2016 14:07
Imprensa SMetal

,
Debates: Intelectuais que apoiam o governo Dilma realizam debates sobre a democracia
Centenas de trabalhadores promoveram a Jornada pela Democracia, no domingo, dia 16, em frente ao Instituto Lula, que fica no bairro Ipiranga em São Paulo.

O ato contou com diversos debates com a participação de agentes políticos importantes do campo progressista, como os economistas Luiz Gonzaga Belluzzo e Marcio Pochmann, a psicanalista Maria Rita Kehl, a cartunista Laerte, entre outros.

Clara Ant e Celso Marcondes, diretores do Instituto Lula, falaram sobre as atividades do instituto e o ataque à bomba sofrido há 15 dias.

"Não recebemos dinheiro de governos. Somos uma entidade sem fins lucrativos, financiada com doações voluntárias, ao contrário do que parte da imprensa diz. Aqui, realizamos atividades de cooperação com países da África e da América Latina, para compartilhar políticas públicas bem sucedidas", explicou Clara.

Os manifestantes fizeram um contraponto à manifestação antigoverno que aconteceu na Avenida Paulista, na região Central. Além da CUT, outras centrais sindicais e organizações de movimentos sociais participaram do ato.

Trabalhadores de Sorocaba e região estiveram representados por uma caravana de dirigentes e militantes de sindicatos filiados à CUT.


Vigília

Após o atentado, do dia 11 até domingo, 16, os metalúrgicos do ABC ficaram em vigília em frente ao Instituto Lula para prestar solidariedade ao ex-presidente Lula e contra qualquer ação de violência e intolerância política.

Para o presidente da CUT São Paulo, Adi dos Santos Lima, o atentado ao ex-presidente da República atinge a todos os que se beneficiaram com as políticas públicas durante o governo Lula. "Ele nos deixou em seu governo a marca de um país menos desigual, com maior distribuição de renda e, o ataque a ele, representa também uma ofensa às conquistas da classe trabalhadora", afirma.

Deixe seu Recado