SMetal

Imprensa

Votorantim

Trabalhadores param a produção na TSM por falta de pagamento

O fim da paralisação foi decidido em assembléia depois que a empresa deu garantias de pagamento

Terça-feira, 18 de Maio de 2010 - Atualizado em 27/12/2016 11:53
Imprensa Smetal Sorocaba

Os trabalhadores da caldeiraria TSM, em Votorantim, voltaram ao trabalhado no final da manhã desta terça-feira, 18, depois de 3 horas de paralisação por falta de pagamento e de recolhimento do FGTS.
O fim da paralisação foi decidido em assembléia conduzida pelo Sindicato, depois que a empresa deu garantias de que o pagamento seria feito no começo da tarde, que o FGTS seria regularizado e que os trabalhadores seriam dispensados às 16h para irem ao banco. "Eles [trabalhadores] estão de parabéns pela união. Não fosse a mobilização de todos eles a empresa não teria tomado uma atitude tão rápida", comenta o diretor sindical Joselito Mansinho.
A TSM emprega aproximadamente 70 trabalhadores.

Acidente na empresa
No último 13 o soldador Marcelo Batista de Sales, 31 anos, perdeu o dedo mínimo da mão esquerda na TSM. Ele soldava chapas de aço, quando teve o dedo esmagado por uma marretada disparada acidentalmente por um colega de trabalho. Ele foi socorrido à Santa Casa de Misericórdia de Votorantim e teve o dedo amputado.

Deixe seu Recado