SMetal

Imprensa

Melhorias

Trabalhadores da Sidor conquistam novo reajuste no vale-refeição

Somente em 2022, os trabalhadores da Sidor tiveram um aumento de 23,53% no benefício; em assembleia realizada nesta terça-feira, dia 14, o SMetal informou ainda sobre as negociações do PPR, que serão retomadas este ano

Terça-feira, 14 de Junho de 2022 - 10:05 - Atualizado em 14/06/2022 11:26
Imprensa SMetal

sidor, assembleia, reajuste, vale, refeição, ppr, smetal,, Daniela Gaspari / Imprensa SMetal
Assembleia com os trabalhadores da Sidor aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 14Daniela Gaspari / Imprensa SMetal
Os trabalhadores da Sidor aprovaram nesta terça-feira, dia 14, um novo reajuste no vale-refeição, que será efetivado a partir do mês de junho, O acordo faz parte do compromisso firmado entre a diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) e a empresa de reajustar o benefício a cada seis meses. Próxima negociação está prevista para dezembro.

Com o novo acordo, somente em 2022, os trabalhadores tiveram um aumento de 23,53% no vale-refeição. “Chegar a essa negociação não foi nada fácil e só foi possível graças à mobilização e o empenho dos trabalhadores, que confiaram no Sindicato e participaram das nossas lutas por melhorias na fábrica, mesmo nos momentos de dificuldade”, assegura o dirigente sindical Alessandro Marcelo Nunes.

Durante a assembleia, Marcelo informou que, ainda neste ano, será retomado o Programa de Participação nos Resultados (PPR). “Devido à crise que a Sidor enfrentou recentemente, faz cerca de quatro anos que os trabalhadores não recebem o PPR. Mas a situação melhorou e decidimos pautar a empresa e retomar as negociações”, comemorou.

De acordo com o dirigente, daqui uma semana, o Sindicato e a empresa se reúnem novamente para debater as metas e valores. “Assim que tivermos alguma proposta para apresentar, voltamos para a porta da fábrica e colocaremos para apreciação dos trabalhadores”, contou.

Regularização do FGTS

Marcelo lembrou ainda que, no período da crise, a empresa deixou de depositar valores referentes ao Fundo de Garantia dos trabalhadores por meses. Desde então, o Sindicato tem cobrado os depósitos e, inclusive, protestos e greve foram realizados pelos trabalhadores.

“São anos cobrando essa questão do FGTS e, enfim, a situação está sendo resolvida. Segundo a empresa, os depósitos do ano de 2022 estão praticamente em dia. Sobre os valores referente aos anos anteriores, representantes da Sidor asseguram que já estão em contato com a Caixa para efetuar a regularização dos depósitos atrasados”, explicou.

A Sidor tem cerca de 50 metalúrgicos, produz autopeças e acessórios automobilísticos e fica localizada na zona industrial de Sorocaba.

Deixe seu Recado