SMetal

Imprensa

Emprego e Renda

Trabalhadores da Kanjiko têm as jornadas reduzidas por mais 30 dias

Novo acordo de redução de jornada começa a valer a partir de setembro e garante a manutenção do salário líquido ou próximo desse valor, além dos benefícios; 98,85% dos trabalhadores votaram a favor

Sexta-feira, 28 de Agosto de 2020 - 15:01 - Atualizado em 03/09/2020 09:49
Imprensa SMetal

junho, 2020, imprensa, Foguinho/Imprensa SMetal
Acordo negociado pelo SMetal garante melhores condições do que as previstas pelo governo federal Foguinho/Imprensa SMetal
O novo acordo do de redução de jornada negociado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) foi aprova do pelos trabalhadores da Kanjiko, sistemista da Toyota, com 258 (98,85%) de votos favoráveis, 2 (0,77%) contrários e 1 (0,38%) abstenção. A medida terá vigência por 30 dias, contados a partir de setembro, e garante a manutenção dos salários e dos benefícios.

A votação foi à distância, pela plataforma eletrônica desenvolvida pelo SMetal e a Pandora Soluções, e esteve disponível no site do Sindicato entre os dias 27 e 28 de agosto. 72,91% dos trabalhadores envolvidos no acordo participaram da assembleia; no total, 358 estavam aptos a votar.

Além da manutenção dos salários líquidos ou próximo desse valor, o Sindicato conseguiu garantir durante a negociação que, caso o governo não pague Benefício Emergencial de Proteção ao Emprego e Renda, a empresa ficará responsável pelo pagamento integral do salário aprovado no acordo.

“Nos últimos dois decretos da presidência que ampliaram os prazos da redução de jornada e da suspensão dos contratos, fica condicionado o pagamento da parte que lhe cabe à disponibilidade de orçamento, o que é um absurdo. Se tiver algum problema causado pelo desgoverno do atual presidente, não pode o trabalhador arcar com o prejuízo”, explica Silvio Ferreira, secretário-geral do SMetal e representante da entidade nas negociações com a Kanjiko.

Ele completa que essa cláusula de proteção à renda do trabalhador vem sendo inserida em todos os acordos de redução ou suspensão dos contratos. “Tiramos como regra nas nossas negociações. Sabemos que o momento em que vivemos é bastante delicado e temos trabalhado e muito para minimizar os impactos dessa pandemia na vida dos trabalhadores”, conta.

Estabilidade no emprego

Outra conquista dos trabalhadores da Kanjiko após intensa negociação do SMetal foi o acordo do Programa de Participação nos Resultado (PPR) para 2020, com estabilidade no emprego até dezembro deste ano. A proposta foi aprovada em junho deste ano, também em assembleia eletrônica.

Deixe seu Recado