SMetal

Imprensa

Enfrentamento à covid-19

Trabalhadores da Jurid aprovam acordo de flexibilização das férias

O SMetal tem negociado medidas para manter os metalúrgicos seguros em casa, com emprego e renda; acordo de flexibilização das férias coletivas e individuais foi aprovado com 98,7% dos votos válidos

Terça-feira, 30 de Março de 2021 - 15:18
Imprensa SMetal

jurid, assembleia, fachada, smetal, Arquivo/Foguinho Imprensa SMetal
A Jurid do Brasil fica no bairro Aparecida, em Sorocaba, e fabrica peças e acessórios para veículos automotoresArquivo/Foguinho Imprensa SMetal
Com o objetivo de conter a disseminação da Covid-19, o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) e a Jurid do Brasil negociaram um acordo de flexibilização das férias coletivas e individuais, que foi aprovado pelos trabalhadores da fábrica, em assembleia eletrônica.

A votação, que teve início às 16h desta segunda-feira, 29, e terminou na terça, dia 30, também às 16h, contou com a participação de 77 (93,90%) dos 82 funcionários da fábrica. A proposta teve 76 (98,7%) votos a favor e apenas 1 (1,3%) contrário.

Leandro Soares, presidente do SMetal, lembra que a ação faz parte da diretriz do Sindicato em defesa da vida dos trabalhadores da categoria em meio à gravidade da pandemia no país. “Desde o ano passado, quando a pandemia explodiu no Brasil, o SMetal vem defendendo o direito ao emprego e renda do trabalhador, mas também à saúde. Agora, quando vivemos a pior fase da doença, não seria diferente. Defendemos que apenas o lockdown e a vacinação em massa podem ajudar a salvar vidas”, conta.

No acordo, o vice-presidente do SMetal, Valdeci Henrique da Silva (Verdinho), explica que a empresa e o Sindicato definem critérios para adoção de medidas de flexibilização de férias coletivas e individuais durante o período de calamidade pública no país e no mundo.

“A nossa prioridade agora é a vida dos trabalhadores e de seus familiares. A empresa acatou a nossa pauta e os trabalhadores entenderam a importância da medida, que foi aprovada pela grande maioria. A ferramenta pode ser aplicada imediatamente", explica Verdinho.

Situação da pandemia em Sorocaba

O crescimento no número de casos e mortes pela doença que vem ocorrendo nas últimas semanas, comprovam a necessidade da paralisação imediata da produção em Sorocaba e região, defendida pela diretoria do SMetal.

Conforme divulgado pela Prefeitura de Sorocaba, até a tarde desta segunda-feira, dia 29, foram confirmadas 1064 mortes pela doença na cidade, além de altos índices de ocupação dos leitos nos hospitais.

Deixe seu Recado