SMetal

Imprensa

Conquista

Trabalhadores da DPR aprovam aumento no PPR e no ticket refeição

Votação da proposta de PPR 2020 e do vale-refeição aconteceu em assembleia realizada na manhã desta segunda, 17; negociado pelo SMetal, o Programa teve crescimento de 20% em relação ao valor de 2019

Segunda-feira, 17 de Agosto de 2020 - 11:18 - Atualizado em 17/08/2020 12:45
Imprensa SMetal

marcelo, panda, dpr, sorocaba, marcelinho,, Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
O dirigente do SMetal Alessandro Marcelo (foto) conta que, além do aumento no PPR e no ticket refeição, a empresa se comprometeu a retomar as negociações para a implantação de um refeitório em janeiro de 2021Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
Com 20% de crescimento no valor em relação ao ano passado, os trabalhadores da DPR, em Sorocaba, aprovaram nesta segunda-feira, dia 17, a proposta de Programa de Participação nos Resultados (PPR) de 2020. Negociado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), o acordo garante ainda aumento no vale-refeição dos funcionários, que passa a valer no mês de setembro.

Na última terça-feira, dia 11 de agosto, os funcionários realizaram um protesto de uma hora em frente à fábrica para pressionar os patrões que apresentassem uma proposta que atendesse às reivindicações. Na quarta-feira, 12, uma nova proposta foi apresentada aos trabalhadores, que foi rejeitada em assembleia.

Depois da reprovação, a empresa chamou o Sindicato para negociar novamente e chegou a uma outra proposta, com crescimento no valor e manutenção das metas do ano anterior, que foi aprovada na manhã desta segunda-feira, 17, em assembleia na porta da fábrica. A primeira parcela será paga ainda em agosto e a segunda, atrelada às metas, em janeiro de 2021.

Segundo o dirigente do SMetal, Alessandro Marcelo Nunes, as negociações com a empresa foram bastante difíceis e a mobilização dos trabalhadores foi imprescindível para que houvesse conquistas.

“Inicialmente, o objetivo da fábrica era o de pagar o mesmo valor do PPR do ano passado. Mas, diferente de empresas de outros setores, a DPR desenvolve produtos para montagem e manutenção de rede de telecomunicações, que teve crescimento na produção nos últimos meses. Por isso, não seria justo aceitar essa primeira proposta”, afirma.

O dirigente conta que, além do aumento no PPR e no ticket refeição, a empresa se comprometeu a retomar as negociações para a implantação de um refeitório na empresa e outras melhorias em partir de janeiro de 2021 e também à antecipar as discussões do PPR do ano que vem.

“O acordo da DPR reforça o que defendemos há anos: que um Sindicato forte e atuante à frente da uma negociação junto com a mobilização e união dos trabalhadores faz toda a diferença”, assegura.

A DPR tem cerca de 120 trabalhadores e fica no Jardim Gonçalves, na planta da antiga Yashika/Kyocera.

Deixe seu Recado