SMetal

Imprensa

Laser e Dobra

Trabalhadores da CNH/Case aprovam jornada 6x2 e garantem benefícios

Negociada pelo SMetal, além de viabilizar a contratação de novos trabalhadores, a proposta garantiu melhorias em comparação ao acordo de jornada 6x2 implantado em 2017. Assembleia aconteceu nesta segunda-feira, dia 25

Terça-feira, 26 de Março de 2019 - 14:43 - Atualizado em 28/03/2019 09:22
Imprensa SMetal

jornada, 6x2, case, cnh, assembleia, trabalho,, Foguinho/Imprensa SMetal
Antes de colocar em votação, os dirigentes do SMetal estiveram com os trabalhadores envolvidos no acordo tirando dúvidas sobre a proposta da nova jornadaFoguinho/Imprensa SMetal
Os trabalhadores da planta de Sorocaba da CNH Case aprovaram, em assembleia na última segunda-feira, 25, um acordo de implementação de jornada de trabalho 6x2 (seis dias de trabalho por dois de descanso remunerado). O acordo abrange os metalúrgicos dos três turnos dos setores de Laser e Dobra da empresa.

Além de viabilizar a contratação de novos trabalhadores, a proposta, negociada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), garantiu melhorias em comparação ao acordo de jornada 6x2 já implantado em 2017.

De acordo com o secretário-geral do SMetal, Silvio Ferreira, entre os avanços, estão o aumento no valor da bonificação, que deve ser pago logo no início da jornada, e no pagamento dos feriados e datas comemorativas.

case, cnh, jornada, assembleia, 6x2, Foguinho/Imprensa SMetal
A proposta foi aprovada pelos trabalhadores da CNH/Case, em Sorocaba, por unanimidade Foguinho/Imprensa SMetal
“No acordo passado, quando o dia de trabalho caísse em feriados do calendário oficial, o adicional pago era de 100%; agora será de 150%. Já nas datas comemorativas de Dia dos Pais, Dia das Mães, Paixão de Cristo (Páscoa), Natal e Ano Novo, o adicional passou de 150% para 200%”, explica Silvio.

Mas ele lembra que a intenção com o acordo é de que os trabalhadores folguem nas datas comemorativas, porém, se houver necessidade de trabalho, haverá o acréscimo de 200% sobre a hora trabalhada.

O acordo prevê ainda o perdão de dívidas negativas do banco de horas, jornada flexível e banco de dias e o pagamento das positivas como horas extras; pagamento dobrado aos domingos (desde que não seja feriado), com reflexo dos adicionais recebidos no DSR [Descanso Semanal Remunerado], férias, 1/3 de férias, 13º salário e FGTS; além de turno fixo.

“Sabemos que a jornada 6x2 é mais cansativa, mas tentamos construir mecanismos que garantissem melhor qualidade de vida e que fossem benéficos ao trabalhador”, afirmou Silvio Ferreira. O acordo terá duração de um ano, mas ainda não há data definida para a jornada entrar em vigor.

Deixe seu Recado