SMetal

Imprensa

Reivindicação

Trabalhadores da Bardella ficarão em greve até receberem os atrasados

Quinta-feira, 08 de Novembro de 2018 - 15:52 - Atualizado em 08/11/2018 17:10
Imprensa SMetal

bardella, erika, marcio, mendes, tiago, Foguinho/ Imprensa SMetal
Metalúrgicos da Bardella participam de plenária no SMetal, com esclarecimentos do departamento jurídico e da diretoria executivaFoguinho/ Imprensa SMetal
Trabalhadores da Bardela estão em greve e continuarão parados até a empresa regularizar os salários de outubro, que deveriam ter sido pagos no dia 5 deste mês.

A decisão ocorreu em plenária realizada no Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), nesta quinta-feira, 8. Os mais de 40 trabalhadores presentes puderam tirar dúvidas com o secretário de administração e finanças do SMetal, Tiago Almeida Nascimento e com os advogados Erika e Márcio Mendes.

De acordo com Márcio Mendes a empresa prometeu realizar o pagamento no próximo dia 14. Ele explica que a empresa não está em recuperação judicial e que a fonte atual  de receita da empresa provém da Marinha, em um contrato que está sendo discutido em Brasília.

Entre os dias 29 e 30 de outubro foram demitidos 40 trabalhadores do setor administrativo. Atualmente, a Bardela – fabricante de bens de capital - que chegou a ter mais de 250 trabalhadores conta com, aproximadamente, 50 metalúrgicos.

O departamento jurídico do Sindicato já tomou as providências e aguarda audiência de conciliação no Fórum Trabalhista.

O diretor executivo do sindicato, Tiago Nascimento, que é trabalhador da Bardella, afirma que este pode ser o quarto ano consecutivo em que a empresa não paga o 13º salário.

Luta contínua

Diante da instabilidade da empresa o Sindicato está atuando para amenizar os problemas enfrentados pelos trabalhadores. Outras audiências de conciliação já foram realizadas para garantir o pagamento de salários.

Deixe seu Recado