SMetal

Imprensa

Antiga Ditrat

Trabalhadores da Artrat aprovaram proposta de PPR para 2022

Assembleia aconteceu na manhã desta terça-feira, 30, e o acordo teve aumento em relação ao PPR do ano anterior; a antiga Ditrat faz tratamento térmico de metais, fica em Sorocaba e tem 14 funcionários

Terça-feira, 30 de Agosto de 2022 - 09:42 - Atualizado em 30/08/2022 10:42
Imprensa SMetal

ditrat, artrat, assembleia, PPR, plr, sorocaba, , Daniela Gaspari / Imprensa SMetal
A Artrat (antiga Ditrat) faz tratamento térmico de metais, fica na zona industrial de Sorocaba e tem 14 funcionáriosDaniela Gaspari / Imprensa SMetal
Em assembleia realizada na manhã desta terça-feira, dia 30, os trabalhadores da Artrat (antiga Ditrat) aprovaram a proposta de Programa de Participação nos Resultados (PPR) para 2022, negociada pela diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal). A empresa faz tratamento térmico de metais e tem 14 funcionários.

Conforme explica o dirigente sindical Alessandro Marcelo Nunes, responsável pelas negociações com a fábrica, o PPR de 2022 teve um crescimento significativo em comparação ao anterior. A primeira parcela será paga no mês de setembro e a segunda, em novembro deste ano.

A assembleia tratou ainda da Campanha Salarial de 2022. A antiga Ditrat faz parte do Grupo 10, que desde 2017 não fecha a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) com a Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT (FEM-SP/CUT) e, por isso, os acordos são negociados por fábrica.

“Pelo que temos observado nas últimas negociações, a situação irá se repetir este ano. Para firmar acordo com a FEM, o patronal insiste em retirar diversos direitos dos metalúrgicos, o que é inadmissível. Provavelmente, teremos que fechar acordos diretamente com as fábricas novamente, garantindo um reajuste salarial digno e a manutenção dos direitos”, esclarece.

Faltando o índice de agosto para fechar a data-base da categoria – que será divulgado no dia 9 de setembro – a perda dos metalúrgicos com a inflação está acumulada em 9,16%. “Apesar dos preços dos alimentos e demais itens básicos estarem nas alturas, a previsão é que haja deflação, como no mês passado. Por isso, para garantir um bom reajuste, precisaremos da mobilização e unidade de toda a categoria”, assegurou.

Acompanhe todas as novidades da Campanha Salarial em www.smetal.org.br/campanhasalarial2022 

Deixe seu Recado