SMetal

Imprensa

Emprego

Trabalhadores conquistam acordo de estabilidade por 5 meses na Metalac

Terça-feira, 10 de Novembro de 2015 - 10:11 - Atualizado em 27/12/2016 14:18
Imprensa SMetal

,
Assembleia: João Farani, da Executiva do SMetal, explica proposta aos trabalhadores durante assembleia no dia 6
Um acordo na fabricante de parafusos Metalac, em Sorocaba, negociado pelo Sindicato dos Metalúrgicos (SMetal) e pela Comissão de Fábrica, garantiu estabilidade no emprego aos 203 funcionários até março de 2016.

Além da estabilidade, o acordo, aprovado na sexta-feira, dia 6, em assembleia na porta da fábrica, prevê o pagamento de um Programa de Participação nos Resultados (PPR), com primeira parcela nesta semana e a segunda, no início de abril.

O PPR ficou abaixo da expectativa dos trabalhadores, mas foi compensado pelos cinco meses de estabilidade no emprego.

Os valores do PPR não são divulgados para não influenciar negociações em andamento em outras empresas.


Expectativa

A expectativa na fábrica é que a produção e a economia em geral ganhem impulso no início de 2016. Caso isso não aconteça, os empresários voltam a conversar com o SMetal e a Comissão de Fábrica sobre a adesão da empresa ao Programa de Proteção ao Emprego (PPE).

O PPE, do governo federal, prevê a redução de jornada com redução de salários em troca de estabilidade no emprego. A estabilidade na Metalac, até março, no entanto, não implica em nenhuma redução salarial.

"O PPE foi cogitado para o futuro, pela empresa, e a possibilidade de diálogo foi aceito pelo Sindicato porque a manutenção dos postos de trabalho é uma prioridade para a nossa diretoria neste momento", explica João de Moraes Farani, membro da direção Executiva do SMetal.

A Metalac demitiu cerca de 50 trabalhadores este ano, antes do acordo.


A aprovação

"O acordo foi aprovado por quase 100% dos trabalhadores em assembleia. Eles sabiam que o PPR ia ser difícil este ano. Mas acabaram conquistando a participação e, melhor do que isso, garantiram a estabilidade até março", afirma Farani.

O Comitê Sindical de Empresa (CSE), que representa o SMetal na Metalac, é formado por Izídio de Brito, Luiz Porto e Ideval Souza. Já a Comissão de Fábrica tem como integrantes Regina, Antônio Carlos, Claudiomiro e Rogério.


Diálogo

A diretoria do SMetal ressalta que está aberta a negociar estabilidade no emprego com qualquer empresa do setor metalúrgico da região que se mostre disposta ao diálogo. "Mas essa negociação não depende só do sindicato; a empresa tem que querer também", explica Leandro Soares, secretário-geral do Sindicato.

"E essa disposição da empresa em negociar depende, por sua vez, da união dos trabalhadores, da mobilização no chão de fábrica e do apoio dos companheiros metalúrgicos à luta sindical", esclarece o dirigente.

Deixe seu Recado