SMetal

Imprensa

Esporte/Política

Tottenham estranha declaração de Lucas Moura para candidato racista

Quinta-feira, 13 de Setembro de 2018 - 11:26
Com informações do UOL

, Divulgação
O jogador Lucas Moura discute com torcedores do clube inglês seu apoio ao candidato racistaDivulgação
Após declaração de apoio de Lucas Moura a Bolsonaro, Tottenham afirma que as posições controversas do candidato à presidência, acusado de machismo, racismo e homofobia, contrastam com valores históricos do clube inglês, de inclusão social da sua comunidade multicultural composta por minorias no norte de Londres.

O jogador brasileiro Lucas Moura se posicionou no Twitter a favor do candidato, na segunda-feira, 10, e tem causado estranhamento principalmente por Lucas ser negro e Bolsonaro ser racista.

Em entrevista ao UOL, Ellis Cashmore, sociólogo, professor da Aston University, em Birmingham, e referência em estudos sobre etnias no futebol do Reino Unido, Lucas pode sofrer rejeição de torcedores do Tottenham se o caso ganhar maior alcance no país. "O que me intriga é o Lucas, um homem negro, apoiar alguém acusado de condutas racistas. É muito ingênua a declaração do Lucas de que o Bolsonaro estaria preso se fosse racista, porque estamos longe de ter todos os racistas atrás das grades", Cashmore argumenta.

"Se a sociedade inglesa tomar real conhecimento de que o Lucas apoiou publicamente um candidato que também já foi acusado de antissemitismo, isso será motivo de constrangimento para o clube, de fortes tradições judaicas. Caso essa história ganhe maiores proporções na Inglaterra, acredito que haverá uma reação negativa da torcida".

Dan Fich, 41 anos e fundador há uma década do site independente TottenhamBlog, está entre os torcedores ingleses que passaram a buscar mais informações sobre Bolsonaro depois do posicionamento favorável do atacante. "É obviamente uma atitude mal pensada para um jogador de futebol de alto nível apoiar uma figura tão controversa. Claro que atletas têm o direito a opiniões políticas assim como qualquer pessoa, mesmo se tratando de convicções que a maioria talvez discorde. Ainda assim, se eles publicam suas visões nas redes sociais, estão se expondo a contra-argumentos, críticas e análises da mídia", diz.

Ainda de acordo com Fich, torcedores do Tottenham já debatem o tema nas redes sociais, discutindo se a posição política de um jogador deve interferir no apoio que recebe da arquibancada. "Se alguns torcedores defendem a liberdade de expressão de Lucas, de alguma maneira me parece hipocrisia que eles neguem o direito de outros fãs o criticarem", pondera. "Tenho certeza de que o clube fará de tudo para administrar essa questão nos bastidores e garantir que Lucas mantenha para si suas visões políticas a partir de agora. Se conseguir, a polêmica morrerá, mesmo se persistirem provocações sobre o jogador ser de direita".

No próximo sábado, o Tottenham recebe o Liverpool em Wembley, e o atacante terá mais uma oportunidade de ratificar o grande momento vivido com a camisa dos Spurs. Com três gols em quatro partidas, Lucas foi eleito o melhor jogador da Premier League no mês de agosto. O último brasileiro a conquistar tal prêmio havia sido David Luiz, em 2011.

Deixe seu Recado