SMetal

Imprensa

Formação política

Sorocaba sedia curso de parceria entre FEM e UFSCar

Quinta-feira, 22 de Junho de 2017 - 16:09
Imprensa SMetal

, Foguinho/Imprensa SMetal
A parceria entre a Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT (FEM) e a Universidade Federal de São Carlos tem como objetivo romper a barreira entre a sociedade e o meio acadêmico.Foguinho/Imprensa SMetal

O segundo e último módulo do Curso de Extensão Universitária Política e Trabalho: Democracia, Participação Social e Ação Sindical, que está em sua segunda edição, acontece na UFSCar entre hoje, dia 22, e sábado. A primeira etapa, no começo deste mês, aconteceu no campus de São Carlos da universidade.

A parceria entre a Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT (FEM) e a Universidade Federal de São Carlos tem como objetivo romper a barreira entre a sociedade e o meio acadêmico.

Segundo o professor de economia do Departamento de Ciências Sociais da UFSCar São Carlos, que assessora algumas aulas, Joelson Gonçalves de Carvalho, esse processo de formação foi pensado para que o meio acadêmico contribua com os debates sobre a crise pela qual o Brasil passa.

Para Joelson, a ideia do curso, ao estimular a participação de dirigentes sindicais e militantes sociais, é empoderar representantes dos trabalhadores e recuperar o trabalho como centro das discussões, em um mundo em que o capital falsamente é colocado como centro das atenções.

Dirigentes metalúrgicos da CUT de todo estado participam das etapas, incluindo o SMetal Sorocaba. É o caso de Antônio Welber Filho, o Bizú. Para ele, a metodologia apresentada no curso ajuda os dirigentes a se prepararem melhor para dar respostas às dúvidas dos metalúrgicos, nas fábricas, com relação à política e ao papel do sindicato.

O curso trabalha conceitos como política, sociedade, economia e como isso influencia nas estratégias de atuação sindical. Os temas desta etapa abordam também a industrialização do Brasil, o que é neoliberalismo, a história do movimento sindical, direitos sociais e democracia.

Para Marina Selerges, assessora de comunicação da FEM/CUT e que também participa do curso, a linguagem utilizada é muito acessível e tem contribuído para compreender melhor a ação sindical.

A Confederação Nacional de Metalúrgicos da CUT (CNM) também acompanha as etapas do curso e tem planos de ampliar o projeto no âmbito nacional. O Secretário de Formação da entidade, José Roberto Nogueira da Silva, o Bigodinho, ressalta que entender a economia e política no Brasil ajudam a entender o que fazer para mudar o país.

Deixe seu Recado