SMetal

Imprensa

Estudo Dieese

Sorocaba e região: 13º dos metalúrgicos injeta quase R$ 210 mi na economia

De 40.677 metalúrgicos beneficiados, cerca 82,3% trabalham em Sorocaba, ou seja, 33.494 trabalhadores; o décimo terceiro da categoria corresponde a 28,3% do total a ser injetado no município

Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021 - 14:55 - Atualizado em 29/11/2021 16:50
Imprensa SMetal

economia, sorocaba, 13º, décimo, terceiro, Divulgação
Nesta terça-feira, dia 30 de novembro, termina o prazo para que os patrões paguem a antecipação do 13º salárioDivulgação
Somente com o pagamento do décimo terceiro salário dos trabalhadores da base do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) devem ser injetados, até o final do ano de 2021, cerca de R$ 209,9 milhões na economia. A estimativa é da Subseção Dieese dos Metalúrgicos de Sorocaba.

Dos 40.677 metalúrgicos beneficiados, cerca 82,3% trabalham em Sorocaba, ou seja, 33.494 trabalhadores. Ao todo, somente o 13ª da categoria no município deve injetar R$ 182,6 milhões, que corresponde a 28,3% dos R$ 644,6 milhões previstos conforme o número de trabalhadores formais que exercem suas atividades em Sorocaba.

Os outros 7.183 metalúrgicos trabalham na região e representam cerca de 13% dos R$ 209,9 milhões que serão pagos aos trabalhadores da categoria. Ao todo, é estimado aproximadamente R$ 27,2 milhões a serem injetados em 13 cidades da região.

O estudo do Dieese tem como base os dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), ambos do Ministério do Trabalho e Previdência. 

Com relação aos valores, o economista Fernando Lima, responsável pelo levantamento, conta que, para a estimativa do montante a ser pago aos trabalhadores com carteira assinada, o rendimento foi atualizado pela média da inflação (INPC) de 2020 e 2021 (até outubro).

Outros setores de Sorocaba

Dos R$ 644,6 milhões em consequência do pagamento do 13º salário de mais de 200 mil trabalhadores com carteira assinada em Sorocaba, cerca de 44,3% – aproximadamente R$ 285 milhões – serão pagos a funcionários do setor de serviços.

Logo atrás, estão os metalúrgicos, com R$ 182,6 milhões (28,3%); comércio, com R$ 103,4 milhões (16,0%) e de outras indústrias, com 45,1 milhões (7% do total). Os demais setores juntos somam R$ 25,4 milhões.

Para o cálculo, o Dieese não leva em conta os autônomos e assalariados sem carteira que, eventualmente, recebem algum tipo de abono de fim de ano, nem os valores envolvidos nesses abonos, uma vez que esses dados são de difícil mensuração.

Atraso do pagamento do 13º

Nesta terça-feira, dia 30 de novembro, termina o prazo para que os patrões paguem a antecipação do 13º salário. O presidente do SMetal, Leandro Soares, lembra que, caso não seja efetuado o pagamento de 50% do valor até a data, a empresa deverá arcar com multa.

“O 13º é garantido por Lei e todo trabalhador com carteira assinada tem direito. No caso da categoria, caso haja irregularidades no pagamento, o metalúrgico deve denunciar o quanto antes ao Sindicato, para que possamos cobrar a empresa. Não fique calado!”, destaca.

Os valores e a forma de pagamento da multa por atraso do 13º está prevista na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Para tirar essas e outras dúvidas, o SMetal respondeu algumas questões sobre o tema ; confira aqui.

Deixe seu Recado