SMetal

Imprensa

Levantamento

Sorocaba: 13º dos trabalhadores deve injetar R$ 644 milhões na economia

Estimativa da subseção do Dieese do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) aponta que mais de 200 mil empregados com carteira assinada devem receber o benefício 

Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021 - 11:33
Imprensa SMetal

2021, imprensa,
Sorocaba tem 200,962 trabalhadores com carteira assinada
Mais de R$ 644,4 milhões devem ser injetados na economia de Sorocaba com o pagamento do 13º salário. Segundo levantamento da subseção Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), cerca de 200 mil trabalhadores deverão receber o benefício, que tem 30 de novembro como data para o pagamento da primeira parcela.

A cidade conta, de acordo com o Dieese, com 200,962 trabalhadores com carteira assinada. Os dados foram estimados a partir da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ambos do Ministério do Trabalho e Previdência.

Os números não levam em consideração quem trabalha de forma autônoma ou trabalhadores sem carteira assinada que possam ter algum tipo de abono no final de ano. Dos cerca de 200 mil trabalhadores que devem ser beneficiados pelo pagamento do 13º salário em Sorocaba, 92.384 (45,9% do total) trabalham no setor de serviços. Os trabalhadores no comércio correspondem a 45.873 (22,8%), seguidos pelos 33.494 (16,6%) metalúrgicos e 18.711 (9,3%) trabalhadores nas demais atividades industriais.

13º dos metalúrgicos representa 28,3% do total

Somente com o pagamento do décimo terceiro salário dos trabalhadores da base do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) devem ser injetados, até o final do ano de 2021, cerca de R$ 209,9 milhões na economia. A estimativa também é da Subseção Dieese dos Metalúrgicos de Sorocaba.

Dos 40.677 metalúrgicos beneficiados, cerca 82,3% trabalham em Sorocaba, ou seja, 33.494 trabalhadores. Ao todo, somente o 13ª da categoria no município deve injetar R$ 182,6 milhões, que corresponde a 28,3% dos R$ 644,6 milhões previstos conforme o número de trabalhadores formais que exercem suas atividades em Sorocaba.

Os outros 7.183 metalúrgicos trabalham na região e representam cerca de 13% dos R$ 209,9 milhões que serão pagos aos trabalhadores da categoria. Ao todo, é estimado aproximadamente R$ 27,2 milhões a serem injetados em 13 cidades da região.

Leandro Soares, presidente do SMetal, destaca a importância dos metalúrgicos na economia. “O Sindicato trabalha diariamente para garantir os direitos da categoria e isso impacta em tudo, fazendo que outros setores sejam beneficiados, contribuindo para manutenção dos empregos e para geração de novos postos de trabalho”.

Atraso do pagamento do 13º

Nesta terça-feira, dia 30 de novembro, terminou o prazo para que os patrões paguem a antecipação do 13º salário. Leandro lembra que, caso não seja efetuado o pagamento de 50% do valor até a data, a empresa deverá arcar com multa.

“O 13º é garantido por Lei e todo trabalhador com carteira assinada tem direito. No caso da categoria, caso haja irregularidades no pagamento, o metalúrgico deve denunciar o quanto antes ao Sindicato, para que possamos cobrar a empresa. Não fique calado!”, destaca.

Os valores e a forma de pagamento da multa por atraso do 13º está prevista na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Para tirar essas e outras dúvidas, o SMetal respondeu algumas questões sobre o tema; confira aqui.

Deixe seu Recado