SMetal

Imprensa

Sorocaba

Sociedade adere à campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

Neste sábado, dia 4, ocorre o último mutirão pela coleta de assinaturas nos bairros. A ação ocorre no Júlio da Mesquita, das 9h às 12h.

Terça-feira, 31 de Outubro de 2017 - 11:03 - Atualizado em 31/10/2017 11:34
Imprensa SMetal

sindicato, reforma, trabalhista, anulação, assinaturas, Divulgação
Dirigentes do Sindicato do Vestuário também coletaram assinaturas nas fábricas e no centro da cidadeDivulgação
Os sindicatos filiados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) estão coletando assinaturas pela Anulação da Reforma Trabalhista. A campanha iniciou-se neste mês de outubro e deve se encerrar na primeira semana de novembro.

 A intenção é reunir um milhão e trezentos mil assinaturas no país e protocolar um Projeto de Lei de Iniciativa Popular pela revogação da nova legislação trabalhista na Câmara dos Deputados, em Brasília.

 Os dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) estão divulgando a campanha nas fábricas para que os trabalhadores possam contribuir pela anulação da nova legislação que põe em risco o trabalho digno.

Para o secretário de organização do SMetal, Izídio de Brito, essa campanha é uma oportunidade dos trabalhadores conquistarem os direitos de volta. “Temer entrou no governo federal e com a compra do Congresso Nacional retira todos os direitos sociais e trabalhistas sagrados em qualquer sociedade que valorize a vida e a democracia”, ressalta.

 

campanha, reforma, trabalhista, anulação, Foguinho/ Imprensa SMetal
Os dirigentes do SMetal também levaram a campanha para as fábricasFoguinho/ Imprensa SMetal
Além de levar os formulários para as fábricas, ocorreu também um mutirão pelas assinaturas no Parque São Bento, no dia 14 e no Parque Vitória Régia, na zona norte da cidade, no sábado, 21.

Izídio destaca que é preciso impedir que essa reforma trabalhista seja efetivada. Na mesma luta pela revogação da nova legislação, as dirigentes do Sindicato do Vestuário de Sorocaba e Região saíram às ruas de Sorocaba para a coleta de assinaturas.

 Em relação à campanha na base a diretora Paula Vianna diz que está sendo bem aceita. “Notei que os trabalhadores estão com medo de perder os direitos, muitos estão nos procurando para assinar e até pedem pra levar para casa para coletar as assinaturas na família e vizinhos”, destaca.

 Fora isso, o Vestuário também tem uma lista de transmissão pelo celular que tem dialogado direto com os trabalhadores e associados. “Eles entram em contato para saber qual o dia que iremos na empresa”. Ainda segundo Paula, isso tem contribuído para que os trabalhadores compreendam os riscos que correm com a reforma, aumentando a consciência pela mobilização.

 

Pontos fixos

Os interessados em assinar o abaixo-assinado podem procurar os sindicatos filiados à subsede da CUT Sorocaba, como o SMetal e dos Vestuários, das 8h às 18h.

Para preencher o formulário é necessário informar nome completo, data de nascimento e o título de eleitor.

Deixe seu Recado