SMetal

Imprensa

Violência policial

SMetal repudia truculência contra professores

Quarta-feira, 06 de Maio de 2015 - Atualizado em 27/12/2016 13:52
Imprensa SMetal

Tanto os professores estaduais de São Paulo quanto do Paraná estão em luta contra o sucateamento da educação promovido pela ineficiência dos respectivos governos liderados por Geraldo Alckmin (PSDB), de São Paulo e Beto Richa (PSDB), do Paraná.

Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), Ademilson Terto da Silva, "a educação precisa de investimento e não de truculência da polícia contra os profissionais que deveriam ser valorizados".

Na última quarta-feira, dia 29, mais de 200 pessoas foram feridas na manifestação dos educadores contra o projeto de lei que mexe na previdência dos funcionários estaduais do Paraná.

"A repressão policial e dos Governos Estaduais é inaceitável, os professores estão ali como trabalhadores, lutando pelos seus direitos de forma democrática e pacífica", afirma Terto.

Deixe seu Recado