SMetal

Imprensa

Fique atento!

SMetal representa terceirizados nas fábricas metalúrgicas

Quinta-feira, 28 de Setembro de 2017 - 10:43 - Atualizado em 28/09/2017 11:19
Imprensa SMetal

marcio, , Foguinho/Imprensa SMetal
Márcio Mendes é advogado do SMetalFoguinho/Imprensa SMetal
O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) vem recebendo denúncias de empresas que estão aplicando a terceirização de forma irregular e, com isso, não paga o que é de direito desses trabalhadores.

De acordo com Márcio Mendes, advogado do SMetal, as novas regras trabalhistas (leis 13.429 e 13.467, de 2017) não alteram os conceitos de categoria econômica (empregadores) e profissional (empregados), bem como o da representação sindical.

Segundo ele, essas mudanças feitas pela Reforma não eximem as empresas da responsabilidade social e trabalhista. “O que a terceirização faz é inserir um terceiro na relação de trabalho, que antes era composta somente por empregado e empregador, e que passa a ter a empresa fornecedora da mão de obra terceirizada”, explica.

Além disso, o advogado afirma que o Estatuto do Sindicato garante a representação dos trabalhadores independentemente da forma de contratação. “Basta que o trabalhador exerça a sua atividade em uma empresa metalúrgica, que ele será representado pelo SMetal”, assegura Mendes.

Denuncie

O secretário-geral do SMetal, Silvio Ferreira, orienta os trabalhadores terceirizados em empresas metalúrgicas a denunciar ao Sindicato caso tenham seus direitos negados. “É muito importante que o trabalhador faça a denúncia para entrarmos com ação contra a empresa responsável pela atividade principal, juntamente com a contratante”, esclarece.

A denúncia pode ser feita pelo campo ‘Denuncie’ do Portal SMetal, na própria sede da entidade ou a um representante sindical (CSE).

Deixe seu Recado