SMetal

Imprensa

Sindicato em ação

SMetal intensifica assembleias em pequenas e micro empresas

Durante a semana, os dirigentes sindicais estiveram em diversas fábricas da categoria para debater as necessidades dos metalúrgicos, informar sobre o andamento de negociações e falar da Campanha Salarial de 2021

Quinta-feira, 19 de Agosto de 2021 - 16:07 - Atualizado em 19/08/2021 16:28
Imprensa SMetal

isa, trabalhador, assembleia, aluisa, grupo, aluminio, , Divulgação
Assembleia com os trabalhadores do Grupo Isa, em SorocabaDivulgação
Na base do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) constam centenas de micro e pequenas empresas, cada uma com as suas especificidades e pautas que são prioritárias para os trabalhadores e trabalhadoras. Nesta semana, os dirigentes da entidade visitaram algumas dessas fábricas para debater as necessidades dos funcionários, informar sobre o andamento de negociações e, também, sobre a Campanha Salarial de 2021.

Entre elas, as empresas do Grupo ISA (Isa, Alumiso e Aluisa), Spin, Brunko, M&l Caldeiraria, Diesellimpo, MTX Aviation, em Sorocaba, e Iffa, que fica em Araçariguama. A maioria das demandas chegaram ao Sindicato pelos trabalhadores a partir do contato com dirigentes da entidade ou o campo “Denuncie”, do Portal SMetal.

O dirigente do SMetal Alessandro Marcelo Nunes, conhecido como Marcelinho, afirma que o contato do trabalhador com o Sindicato é de extrema importância para que a entidade consiga atuar nas micro e pequenas empresas. “São centenas delas, cada uma com uma necessidade e realidade diferentes. Enquanto uns reivindicam a redução dos descontos de benefício como vale refeição e transporte, outros buscam convênio médico e implantação de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), entre outras pautas”, conta.

E completa: “as reivindicações dos trabalhadores são a nossa principal matéria-prima para uma atuação séria e a mais ampla possível. Por isso, é extremamente importante que eles conheçam os seus direitos e procurem o Sindicato sempre que necessário”.

A agenda de assembleia desta semana começou no Grupo Isa (Isa, Alumiso e Aluisa), na última terça-feira, dia 17, para tratar do Programa de Participação nos Resultados (PPR) e da Campanha Salarial 2021. Na mesma data, os dirigentes foram até à Spin falar sobre benefícios e informar que foi agendada uma reunião para a próxima semana.

Ainda na terça-feira, na empresa Brunko, os trabalhadores estão reivindicando o fornecimento de cesta básica ou de vale alimentação. “Em 2017, quando a empresa passou por uma crise na produção, a empresa cortou a alimentação dentro da empresa. Mas a situação melhorou e, por isso, nada mais justo do que renegociar o benefício”, explica Marcelo. A empresa se comprometeu a fazer cotações e retomar a refeição ou vale alimentação daqui 30 dias.

Já na quarta-feira, 18, o SMetal esteve na M&l Caldeiraria informando aos metalúrgicos que foi enviada uma pauta solicitando a implantação de CIPA, o recebimento de cesta básica e a redução do desconto sobre o vale refeição. “A empresa é de grau de risco três, com serviço pesado, e aumentou o seu quadro de funcionários nos últimos meses. Por isso, é de extrema importância a criação da CIPA para fiscalizar e evitar acidentes. Ela deve ser implementada até o mês de setembro”, enfatiza.

Na mesma data, os dirigentes estiveram na Iffa, em Araçariguama, para conversar com os trabalhadores sobre o ticket refeição e Campanha Salarial, e também na empresa Fênix e Diesellimpo, em Sorocaba, para iniciar as negociações com os representantes das fábricas e apresentar o Sindicato aos funcionários.

Nesta quinta-feira, dia 19, foi a vez de realizar assembleia com os metalúrgicos da MTX Aviation sobre a renovação do Banco de Horas, no qual, para cada uma hora devida, os trabalhadores pagam 50 minutos. A proposta foi aprovada e tem vigência de um ano. Ainda na região do Aeroporto de Sorocaba, os dirigentes do SMetal aproveitaram para agendar uma reunião na Conal Construtora de Aviões, na próxima semana, para tratar do reajuste salarial dos metalúrgicos.

“Na empresa, por meio de denúncia anônima, soubemos que ela não aplicou o reajuste da Campanha Salarial de 2020 e fomos cobrar. Por isso sempre reforçamos a importância de que os trabalhadores denunciem qualquer irregularidade”, assegura Marcelinho.

A agenda de assembleias e negociações com pequenas e micro empresas continua. Caso o trabalhador queira buscar informações, denunciar irregularidades ou conversar com um dos nossos dirigentes, é só entrar em contato pelo telefone (15) 3334-5400, enviar uma mensagem pelo WhatsApp (15) 99714-9534 ou pelo canal ‘Denuncie, do Portal SMetal. A denúncia é sigilosa.

Deixe seu Recado