SMetal

Imprensa

Pressão

SMetal cobra reajuste no vale-refeição dos trabalhadores da DPR

Devido a atrasos na entrega do refeitório e na implementação do vale-alimentação prometidos pela empresa, os trabalhadores da DPR e o SMetal estão reivindicando reajuste no VR a partir de junho; Sindicato esteve na fábrica nesta quarta, 25

Quarta-feira, 25 de Maio de 2022 - 09:24 - Atualizado em 25/05/2022 10:20
Imprensa SMetal

dpr, refeição, vale, reajuste, smetal, material, telecomunicação, Daniela Gaspari / Imprensa SMetal
Material específico com informes da situação das negociações com a DPR foi entregue na manhã desta quarta-feira, 25, aos trabalhadores na fábricaDaniela Gaspari / Imprensa SMetal
O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) esteve na manhã desta quarta-feira, dia 25, na empresa DPR Telecomunicações para entregar um material aos trabalhadores e conversar sobre a reivindicação de reajuste no vale-refeição, que não é aplicado desde setembro de 2020.

De acordo com o dirigente sindical Alessandro Marcelo (Marcelinho), responsável pelas negociações com a empresa, em setembro de 2021, a DPR se comprometeu a realizar obras no refeitório e a implementar o vale-alimentação no início de 2022. “Temos desde então cobrado esse compromisso. Da última vez que conversamos com a empresa, o prazo para entrega de um refeitório decente aos metalúrgicos era abril, mas não há sinal de qualquer obra no local”, explicou.

Segundo ele, como voto de confiança à empresa, os trabalhadores aceitaram não cobrar o reajuste anual do vale-refeição no ano passado, com a promessa da melhoria no refeitório e vale-alimentação.

A DPR faz parte do segmento de telecomunicações, que segue aquecida no país. Por isso, os trabalhadores estão reivindicando um reajuste no VR a partir do mês de junho, que deve ser pago até que o refeitório comece a funcionar e o vale alimentação seja implementado.

“O último reajuste no benefício ocorreu em setembro de 2020 e, somente com a inflação do período, os trabalhadores sofreram perdas de praticamente 20% e os preços dos alimentos não param de subir. Por isso, se o refeitório não é prioridade, estamos cobrando um bom reajuste no VR para compensar esses atrasos e ajudar a pagar uma boa refeição ao trabalhador”, assegura.

PPR 2022

No material entregue aos trabalhadores da DPR, o Sindicato informa ainda que as negociações do Programa de Participação nos Resultados de 2022 começam a partir de junho e fala da importância da mobilização na fábrica para ter avanços.

“Queremos implementar uma Comissão de PPR, eleita pelos trabalhadores na fábrica, com o intuito de fortalecer as negociações. Uma Comissão participativa e ativa, traz diversos ganhos, pois são os trabalhadores que estão no dia a dia da fábrica que sabem qual é a realidade da produção e nos fornecem importantes informações da real situação da fábrica. Isso, somado à mobilização e unidade dos trabalhadores, com certeza trará bons resultados nas negociações”, afirma.

A DPR fabrica equipamentos transmissores de telecomunicação, tem cerca de 300 trabalhadores e fica no Jardim Gonçalves, em Sorocaba, na planta da antiga Yashika/Kyocera.

Deixe seu Recado