SMetal

Imprensa

Na luta por direitos

SMetal 67 anos: respeitando o passado, construindo o futuro

Neste 12 de abril de 2021, o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região completa 67 anos de muita luta e conquistas. Parabéns a todos que fizeram e fazem parte dessa história; juntos hoje pelos direitos do amanhã

Segunda-feira, 12 de Abril de 2021 - 08:07 - Atualizado em 12/04/2021 08:29
Imprensa SMetal

aniversário, smetal, sorocaba, sindicato, 67 anos,, Arte: Cassio Freire/Imprensa SMetal
Os trabalhadores da categoria fizeram e fazem parte história, enfrentaram a ditadura militar e lutaram – muito – pela ampliação dos direitos trabalhistas e por mais respeito no local de trabalhoArte: Cassio Freire/Imprensa SMetal
Há 67 anos, no dia 12 de abril de 1954, era fundado o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal). De lá pra cá, os trabalhadores da categoria fizeram história, enfrentaram a ditadura militar e lutaram – muito – pela ampliação dos direitos trabalhistas e por mais respeito no local de trabalho.

Como demonstra o livro “Companheiros: a Hora e a Vez dos Metalúrgicos de Sorocaba”, do jornalista Carlos Araújo, a história da entidade e de suas principais lideranças ultrapassa os limites da região e faz parte dos principais desafios e conquistas da classe trabalhadora no Estado de São Paulo e em todo o país.

Em 1983, com a vitória da chapa liderada por Wilson Fernando da Silva, o Bolinha, começou uma nova fase de atuação sindical para os metalúrgicos de Sorocaba e região. Esse novo Sindicato filiou-se à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e, desde então, assumiu o papel de protagonista nas lutas pelos direitos dos trabalhadores dentro de todas as instâncias.

Desde então, o SMetal estreitou novamente os laços com a sua base, foi pioneiro em implementar um sindicalismo que vai muito além do chão da fábrica, o Sindicato Cidadão, e se tornou referência quando o assunto é organização sindical no Brasil.

Um dos maiores do Brasil

Hoje, o Sindicato representa mais de 35 mil trabalhadores de 14 cidades da regiãode Sorocaba e ocupa a 4ª posição em número de metalúrgicos no Estado e a 8ª no país. Com a criação dos Comitês Sindicais de Empresa (CSE), em 2002, as batalhas do chão da fábrica foram intensificadas, trazendo para cada vez mais perto da direção executiva o cotidiano dos trabalhadores.

O Sindicato Cidadão também tem colhido importantes frutos, como o Banco de Alimentos de Sorocaba. A entidade é referência na cidade há mais de 15 anos quando assunto é combate à fome e segurança alimentar e, na pandemia da Covid-19, colocou comida na mesa de milhares de sorocabanos com ações e parcerias.

Nesse período, foi criando também o Ceadec que, entre seus diversos serviços à sociedade, desenvolve projetos de organização de cidadãos desempregados em torno da coleta seletiva dos resíduos sólidos de forma humanizada, como a Cooperativa de Reciclagem de Sorocaba (Coreso) e a Rede Cata-Vida.

Para o presidente da entidade, Leandro Soares, são marcas que fazem do SMetal um sindicato diferenciado. “O SMetal nunca fugiu à luta e sempre esteve do lado certo da história nos momentos mais importantes, trabalhando incansavelmente para garantir os direitos de milhares de trabalhadores, que são os grandes responsáveis por produzir as riquezas desse país”.

Reajuste salarial, manutenção dos direitos, questões de segurança e ergonomia no local de trabalho, plano de cargos e salários, Programa de Participação nos Resultados (PPR), vale-alimentação e o direito ao transporte fretado são apenas algumas das pautas coletivas negociadas diariamente pela diretoria da entidade.

E a luta vai muito além. As decisões tomadas pelos governantes também afetam, e muito, a vida do trabalhador metalúrgico. Por isso, o Sindicato sempre esteve à frente das principais mobilizações, greves e ações efetivas na tentativa de barrar os retrocessos trabalhistas – que tanto tem prejudicado a classe trabalhadora.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba foi, por exemplo, o pioneiro em aprovar a cláusula de salvaguarda nos acordos coletivos, que reduziu os impactos da nefasta Reforma Trabalhista para a categoria. A luta incansável pela manutenção e criação de postos de trabalho também nunca foi deixada de lado e é o que tem garantido o emprego e a renda de grande parte dos sorocabanos.

Falando em manutenção dos empregos, a pandemia da Covid-19 trouxe novos e importantes desafios para a direção da entidade nos últimos meses. Diferente dos governos municipal, estadual e federal, que estão em queda de braço constante sobre o que salvar – a vida ou a economia – o Sindicato assumiu como sua principal diretriz nesses tempos sombrios a unificação das duas frentes, em prol da preservação da dignidade humana.

Sem saúde, o metalúrgico não consegue trabalhar; mas sem emprego e renda, ele também não consegue sobreviver. Desde então, várias ações vêm sendo tomadas nessa direção: a proteção da saúde, do emprego e da renda da categoria.

Juntos hoje pelos direitos do amanhã

Os desafios são muitos e, em meio à pandemia, uma nova direção foi eleita para assumir o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região pelos próximos 4 anos (2021 a 2025). Entidade esta que é marcada na história como uma organização comprometida com as pautas trabalhistas, políticas e sociais – e diversas vitórias ao longo dos seus 67 anos.

Para Leandro, o momento é de renovar a esperança e a disposição para a luta. “Em mais um aniversário, não temos clima para comemorações. Estamos vivendo um grande luto pela perda de trabalhadores e de pessoas queridas. E por todo esse histórico do SMetal e em memória daqueles que nos deixaram nessa guerra em que estamos vivendo, é que continuaremos firmes e fortes, sempre prontos para defender a nossa categoria e lutar por uma sociedade melhor”.

Um Sindicato não é formado apenas pelos seus dirigentes, muito pelo contrário, o que dá forças à luta sindical são os milhares de trabalhadores e trabalhadoras que fazem parte de uma categoria. São eles, unidos com seus representantes, que mudam os rumos não somente de uma negociação na fábrica, mas também os rumos do país. Parabéns a todos e todas que fizeram e fazem parte dessa história - juntos hoje pelos direitos do amanhã!

Deixe seu Recado