SMetal

Imprensa

Campanha Salarial

Sindicato continua a promover assembleias de mobilização

Dada-base da categoria é 1° de setembro, mas trabalhadores não podem deixar para se mobilizar na última hora

Quarta-feira, 04 de Agosto de 2010 - Atualizado em 27/12/2016 11:54
Imprensa Smetal Sorocaba

,
Trabalhadores da Sherdel (foto) também estão mobilizados por uma campanha salarial vitoriosa
Assembleias na Scherdel e na Barros Monteiro, ambas em Sorocaba, marcaram as mobilizações pela campanha salarial dos metalúrgicos nos últimos dias.

A tendência é que as mobilizações cresçam na medida em que os grupos patronais se recusem a atender às reivindicações dos metalúrgicos ou emperrem as negociações.

Na semana passada já houve mobilizações, todas de curta duração, nos grupos ZF e Schaeffler, em Sorocaba, e na Martins e Martins, em Araçariguama.

"Queremos que os empresários locais usem a influência que têm junto aos grupos patronais e à Fiesp (Federação da Indústrias) para agilizar as negociações e atender à pauta de reivindicações da categoria", explica o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Ademilson Terto da Silva.

A Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT (FEM), à qual o Sindicato em Sorocaba é filiado,reivindica reposição das perdas salariais, aumento real de salários, valorização dos pisos salariais, redução da jornada para 40 horas semanais (sem redução de salários) e licença maternidade de 180 dias.

A partir deste ano, todos os grupos metalúrgicos têm data-base dia 1 de setembro. Veja agenda de negociações nesta página.Agenda de negociações da campanha salarial.


Confira as negociações entre a FEM-CUT e os grupos patronais esta semana.

Agenda atualizada até a tarde do dia 3.

Terça-feira, dia 3
Grupo 2 - 14h; na sede da FEM, em S. Bernardo
Quinta-feira, dia 5
Grupo 10 - 10h
Grupo 8 - 14h
Local: FIESP, São Paulo
Terça-feira, dia 10
Grupo 3 - 10h, na sede da FEM, em S. Bernardo

Deixe seu Recado