SMetal

Imprensa

Paralisação

Sidor: trabalhadores protestam contra atraso de salário

Empresa propôs pagar os salários em atraso até quarta-feira da próxima semana, mas os trabalhadores recusaram a proposta; a Sidor está com aproximadamente 70 funcionários e produz molas, em Sorocaba

Sexta-feira, 10 de Janeiro de 2020 - 10:41 - Atualizado em 14/01/2020 14:03
Imprensa SMetal

2020, imprensa,
A empresa está com aproximadamente 70 trabalhadores e produz molas
Os trabalhadores da metalúrgica Sidor paralisaram os trabalhos na manhã desta sexta-feira, 10, para protestar contra o atraso do pagamento do salário. De acordo com os dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos, 60% do salário de dezembro não foi pago. 

O secretário de Organização do SMetal, Izidio de Brito, disse que na primeira conversa com a direção da empresa, a proposta era pagar os salários em atraso até quarta-feira, 15, da próxima semana. Os trabalhadores recusaram a proposta.

Numa segunda conversa, a empresa disse que pagaria 30% do atrasado na próxima segunda-feira, 13,  e os outros 30% restante na quarta-feira, 15. A nova proposta também foi rejeitada.  "Os trabalhadores foram embora para casa  e só voltam ao trabalho quando os 60% devidos estiverem depositados. Nós pedimos que a fábrica pague tudo que é devido aos trabalhadores e, caso isso aconteça até segunda-feira, os funcionários voltam ao trabalho”, explica Izidio.

Caso a empresa não faça os depósitos, os dirigentes estarão na porta da Sidor na segunda-feira de manhã para tirar os encaminhamentos necessários com os trabalhadores. 

Além de Izidio, o dirigente sindical João de Moraes Farani também esteve na porta da fábrica para auxiliar os trabalhadores.

A empresa está com aproximadamente 70 trabalhadores e produz molas, na zona industrial de Sorocaba.

Deixe seu Recado