SMetal

Imprensa

Debate

São José dos Campos recebe 4ª edição do evento Híbrido Etanol: O Motor do Futuro

Nesta edição, tema do encontro será “Sustentabilidade do Campo ao Tanque e além do Automóvel”; a Federação Estadual dos Metalúrgicos (FECM/CUT) é uma das organizadoras do evento

Quarta-feira, 15 de Junho de 2022 - 12:22
Imprensa SMetal

, Divulgação
Projeto debate o futuro da indústria automobilística global que passa, atualmente, por uma de suas maiores reinvenções Divulgação
São José dos Campos é palco do próximo encontro do “Híbrido Etanol: O Motor do Futuro”, que traz em sua 4ª edição o tema “Sustentabilidade do Campo ao Tanque e além do Automóvel”. O evento acontece no próximo dia 23, a partir das 9h, no Parque Tecnológico da cidade.

O debate é promovido pela Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM/CUT-SP), União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e pelo Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Combustíveis, Biocombustíveis, Petróleo e Derivados (CEMPEQC), com apoio do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau).

No encontro, representantes do setor sindical, governo, empresários, universidades e agências de fomentos irão debater o tema em dois painéis: Sustentabilidade e Produção Veicular: "Como a produção hibrida etanol pode garantir um futuro sustentável?" e "O que é preciso fazer para chegar esse futuro de propulsão hibrida a etanol?"

As discussões terão transmissão ao vivo, das 10h às 12h30, pelo site www.motordofuturo.com.br. Para participar de forma presencial é preciso confirmar a participação pelo telefone (12) 2123-4313, WhatsApp: (12) 99177-0204 ou e-mail: [email protected]

O Parque Tecnológico de São José dos Campos fica na estrada Dr. Altino Bondensan, 500 – Eugênio de Melo.

Sorocaba no debate

O debate já aconteceu em Sorocaba. O evento foi realizado em maio e teve como tema principal “Qual o impacto das novas tecnologias para a cadeia de autopeças no Brasil?”.

O encontro contou com a participação de Rodrigo Marques - Coordenador do CEMPQC, Rafael Chang - Presidente da Toyota do Brasil, Prof. Gerhard Ett - Departamento de Engenharia Química da FEI, Wellington Damasceno, diretor executivo do Sindicatos dos Metalúrgicos do ABC, Gábor Deák - Diretor de Tecnologia Sindipeças e do presidente licenciado do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região, Leandro Soares.

Sobre o evento

O Brasil, que há décadas já utiliza o etanol como combustível limpo, é classificado como a primeira economia sustentável com base em biocombustíveis do mundo e seu etanol de cana-de-açúcar é considerado o combustível alternativo mais bem sucedido até o momento.

Entretanto, a indústria automobilística global passa atualmente por uma de suas maiores reinvenções e caminha para um futuro dominado pelo carro elétrico. A novidade, que norteará o encontro, é o desenvolvimento de veículos híbridos elétricos com propulsor a combustão flex ou movido exclusivamente a etanol.

A ideia envolve um sistema híbrido, composto por um motor a etanol associado a um elétrico, e as perspectivas da célula de hidrogênio. Assim, esses veículos não teriam a necessidade de serem carregados na tomada e teriam a vantagem de ter uma pegada de carbono menor do que a dos veículos somente elétricos, desde a fabricação até o descarte, o que seria de extrema relevância no atual momento em que a preocupação com o meio ambiente é uma das prioridades exigidas pelo mercado.

Deixe seu Recado