SMetal

Imprensa

Perfil do diretor

Saldanha: ampliar representatividade é um dos desafios da nova gestão

Empossado para mais um mandato como diretor executivo do SMetal, na segunda-feira, 24, Francisco Lucrécio Júnior Saldanha (Metso) espera mais diálogo com os jovens e mais espaços para as mulheres

Terça-feira, 25 de Maio de 2021 - 11:45
Imprensa SMetal

1-itsbritneybitch, carolzinha, 2021, imprensa, Imprensa SMetal
Saldanha deixa bem claro que o trabalhador precisa entender sua importância no processo de mudançaImprensa SMetal
Em seu segundo mandato como diretor executivo do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e região (SMetal), Francisco Lucrécio Júnior Saldanha, conhecido como Saldanha, acumula experiência na luta pelos trabalhadores e trabalhadoras da categoria. Não é de hoje que se indignar e mudar as coisas, o interessa mais.

E são essas experiências, aliadas à um processo de renovação que o Sindicato vem vivenciando, que acredita ser a força motriz para as lutas por melhorias e conquistas nessa nova gestão. Para ele, o diálogo entre diferentes realidades e gerações de metalúrgicos e metalúrgicas se faz urgente, para garantir mais envolvimento de toda a categoria no dia a dia do Sindicato, principalmente nesse momento em que o País atravessa, com tanto retrocesso político e econômico.

Na entrevista, Saldanha deixa bem claro que o trabalhador precisa entender sua importância no processo de mudança, e se envolver mais nas lutas para fortalecer sua representatividade por meio de um sindicato atuante, inclusivo e participativo.

Imprensa SMetal: Você assume, agora, mais um mandato frente à diretoria do SMetal. Quais as experiências que traz de outros anos e por quais motivos acredita que elas possam somar nesse momento?

Saldanha: O que trazemos de aprendizado é sempre a experiência adquirida nesses anos todos de luta dentro Sindicato. Quando eu entrei, em 2011, por exemplo, só conhecia o dia a dia e as demandas da minha fábrica. Mas, a partir do momento que vim pra cá, deixei de ser o “Saldanha da Metso”, pois ampliou muito a minha visão da categoria como um todo. Aparecem outras realidades, tanto nas empresas de Sorocaba e região como na categoria.

As dificuldades, ao longo desse tempo, foram muitas. Cada uma de acordo com o tamanho das fábricas, a distância, o momento político... E o Sindicato teve que olhar para cada uma delas e buscar a melhor forma de escutar e negociar as melhorias, ou mesmo de chegar a esses trabalhadores e trabalhadoras.

Agora, para esse novo mandato, além dos problemas recorrentes, temos a pandemia, que já trabalhamos o ano passado, mas ainda é novo, pois cada dia tem uma novidade, seja em como lidar com o vírus ou mesmo sobre as questões trabalhistas. Sem contar que perdemos o corpo a corpo na porta da fábrica, o que é fundamental tanto para o trabalhador quanto para o Sindicato. Mas, como em qualquer outro momento que passamos, estamos pronto para aprender a lidar e enfrentar o problema ao lado da categoria.

Imprensa SMetal: Após um mandato vivenciado dentro de uma realidade econômica e política bastante conturbada, com as reformas trabalhista e previdenciária, além de inúmeros retrocessos somados, ainda, à pandemia do coronavírus, o que destaca no trabalho realizado pelo SMetal nos últimos quatro anos? Pode citar alguns pontos que pra você tenham sido mais significativos para a categoria?

Saldanha: Acho que não tem como citar algum especifico, pois todas as ações realizadas pelo Sindicato são importantes, considerando que impactam, diretamente, a vida do trabalhador. Seja a solução de alguma denúncia de todos os tipos de assédio, de desvalorização, conquistas de melhorias e mesmo de manutenção de postos de trabalho durante a pandemia, tudo isso é importante e reforça, para o trabalhador, que o SMetal é uma entidade representativa, e com a qual eles podem contar. Esse é o nosso trabalho e é isso que faz a diferença na vida do trabalhador e da sociedade.

Imprensa SMetal: Mesmo com todos os percalços dos últimos anos, a Chapa 1 saiu vitoriosa nas eleições sindicais 2021. Acredita que isso significa uma aprovação do trabalho realizado pelo SMetal?

Saldanha: O trabalhador nos conhece, sabe quem nós somos, onde nós moramos, e que somos iguais a eles, que antes de sermos liberados estávamos no lugar em que estão hoje. E isso nos torna próximos, pois eles sabem que, quando apertar, para onde e para quem recorrer.

O resultados das últimas eleições só confirma a confiança do trabalhador no seu sindicato. Pois eles acompanham e sentem no dia a dia a diferença de terem essa representação.

Imprensa SMetal: Um dos motes da campanha da Chapa1 foi a de somar forças entre a juventude e a experiência, o que refletiu em uma diretoria plena formada, agora, com número significativo de novos dirigentes. O que, na prática, isso representa? Como pretendem trabalhar passado e futuro no presente?

Saldanha: Acho louvável a renovação que possibilita uma troca de ideias mas, é claro, importante ter ao lado todo o legado de experiência daqueles que já estão na luta há muito tempo. É como uma aprendizagem que passa de pai para filho.

Quando eu cheguei no Sindicato, eu me inspirava nos companheiros como o Izídio, o Terto, com quem eu aprendi muito e ainda tenho o privilégio de tê-los ao meu lado na luta.

Nossa categoria mudou muito, temos um número considerável de jovens metalúrgicos e metalúrgicas, mas ainda temos os mais experientes. E é importante que o Sindicato tenha essas duas faces da moeda para se aproximar desses diferentes grupos de trabalhadores. Mas é muito positivo os novos estarem conosco para viabilizar esse processo de renovação, pois o Sindicato está agindo hoje, mas pensando nos próximos 5, 10, 20 anos também.

Deixe seu Recado