SMetal

Imprensa

Lazer

Saiba o porquê da taxa única de hospedagem na colônia

A taxa única de permanência, ao mesmo tempo em que viabiliza a continuidade do serviço, permite aos sócios, familiares e amigos aproveitarem melhor a estadia

Segunda-feira, 04 de Setembro de 2017 - 18:42 - Atualizado em 11/09/2017 10:33
Imprensa SMetal

colônia de férias metalúrgicos de sorocaba e região, Foguinho/Imprensa SMetal
Desde a inauguração da nova colônia, há quase dez anos, a taxa de hospedagem não era reajustadaFoguinho/Imprensa SMetal
Seguindo o padrão adotado pelas colônias e pousadas do litoral brasileiro, a Colônia de Férias dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região, na Ilha Comprida, agora terá uma taxa única de hospedagem aos associados, no valor de R$ 200.

"O padrão é o mesmo dos estabelecimentos do gênero, mas o preço da taxa na colônia dos metalúrgicos continua sendo muito menor. Em uma pousada particular o valor não sai por menos de R$ 800 ou R$ 1 mil", esclarece o comunicado da diretoria do Sindicato (SMetal).

Por R$ 200, o apartamento (de 4 ou 6 pessoas) é do associado por até cinco dias. Por esse valor, no entanto, os hóspedes devem ser todos sócios ou dependentes.

O sócio ou dependente poderá convidar não-sócios para a colônia. Nesse caso haverá uma taxa extra de R$ 100 por não-sócio no valor do pacote, limitado a três convidados.

 

Manutenção do benefício

No comunicado, a direção explica que a nova norma é fundamental para manter o benefício aos associados. "Despesas como manutenção estrutural, limpeza e recursos humanos são as mesmas independente do número de dias de permanência ou de pessoas no apartamento. Por isso as pousadas optam pela cobrança de pacotes fechados de estadia".

Com a crise econômica atual do Brasil, essa tendência se acentuou mais ainda.

 

10 anos sem reajuste

Desde que a nova Colônia de Férias do SMetal foi inaugurada, há quase dez anos, a taxa de permanência para sócios e dependentes não era reajustada. O valor de R$ 5 por dia e por pessoa estavam tornando a colônia inviável.

Até porque, os apartamentos não podiam ser reocupados quando o hóspede decidia passar apenas um ou dois dias na praia.

Agora, com a taxa única, ele paga pelo pacote e fica quantos dias quiser, dentro do limite de cinco dias, com seus familiares e amigos.

 

Dependentes e convidados podem fazer check-in

Outra mudança nas normas da colônia é que agora o dependente ou o convidado (não-sócio) também podem dar a entrada da hospedagem, o chamado check-in.  Antes, era a necessária a presença do sócio titular para fazer esse procedimento.

O objetivo dessa mudança é permitir que o apartamento seja ocupado conforme a agenda de cada hóspede, possibilitando o aproveitamento integral do período de cinco dias, independente da presença do sócio titular.

 

Dias de entrada e saída

A estadia no colônia começa às quartas-feiras, às 10h. Os hóspedes podem ficar no apartamento até às 8h de segunda-feira.

 

Estrutura

A colônia tem 40 apartamentos (para até 4 e até 6 pessoas). O apartamento conta com cama de casal e beliches, cozinha completa (fogão, geladeira, panelas, talheres, copos) e banheiro.

Os hóspedes dispõem ainda de estacionamento (uma vaga por apartamento), duas piscinas (uma de adultos e outra infantil), salão de jogos, churrasqueira e quiosques. Tudo gratuito.

Há também uma cantina dentro da colônia para maior comodidade aos hóspedes.

A colônia fica de frente para o mar, na principal avenida da Ilha Comprida.

 

Inscrições

As inscrições para se hospedar em outubro encerram-se no dia 11 de setembro, às 18h30.

Caso haja mais inscrições de interessados do que a capacidade de hospedagem, haverá sorteio no dia 12 de setembro, às 19h, na sede do SMetal em Sorocaba.

Mais informações pelo telefone (15) 3334-5443.

Deixe seu Recado