SMetal

Imprensa

Reta Final

Reunião com empresas busca solução dos impasses da Campanha Salarial

Segundo o secretário-geral, Silvio Ferreira, “aguardaremos até sexta-feira, 11, para o fechamento das propostas da Campanha. Caso não ocorra, haverá sim mobilizações em toda a categoria”

Sexta-feira, 04 de Outubro de 2019 - 11:54 - Atualizado em 14/10/2019 12:10
Imprensa SMetal

reunião, smetal, sorocaba,, Foguinho/Imprensa SMetal
Representantes de empresas de todos os grupos patronais estiveram presentes na reuniãoFoguinho/Imprensa SMetal
Dezenas de representantes de empresas e de escritórios contábeis compareceram à reunião de Campanha Salarial 2019 no Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), na manhã desta sexta-feira, dia 4.

De acordo com o presidente do sindicato, Leandro Soares, a reunião foi importante para pontuar os atuais impasses da campanha e para que os representantes das empresas possam cobrar uma solução de seus sindicatos patronais.

“Na construção de respeito mútuo e do diálogo esperamos que chegar a propostas que beneficiem a todos”, ressaltou o presidente.

Participaram da reunião profissionais de Recursos Humanos e jurídico de empresas de todos os grupos patronais, como G2, G3, G8 e G10. O tesoureiro da Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM/CUT), Adilson Faustinho (Carpinha), que também é diretor do SMetal, abordou o panorama geral das negociações.

Somente no G10 os acordos serão por empresa. Nos demais, o sindicato destaca a importância da assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) ou da prorrogação por mais um ano no caso dos grupos que já têm a CCT até 2020.

O secretário-geral do SMetal, Silvio Ferreira, explicou que os principais entraves das mesas de negociações entre a Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM/CUT) e setor patronal são aumento real e piso de entrada.

“Dentro da nossa atuação pelo diálogo e pelo estreitamento da relação, a greve é último recurso. Mas, aguardaremos até sexta-feira, dia 11, para o fechamento das propostas da Campanha. Caso não ocorra, haverá sim mobilizações em toda a categoria”, afirmou o secretário-geral do sindicato, Silvio Ferreira.

Deixe seu Recado