SMetal

Imprensa

Aposentadoria Especial

Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos

O SMetal é base fixa para receber assinaturas do abaixo-assinado contra a Reforma da Previdência. Ato político-cultural dará o tom no 1º de Maio, no Parque dos Espanhóis

Quarta-feira, 17 de Abril de 2019 - 12:02 - Atualizado em 25/04/2019 15:48
Imprensa SMetal

, Foguinho/ Imprensa SMetal
Professor da área de direito previdenciário, Marcio Hartz foi procurador federal de 2006 a 2015Foguinho/ Imprensa SMetal
Palestra com o advogado especializado em direito previdenciário Marcio Hartz, na noite desta terça-feira, dia 16, evidenciou a perversidade da Reforma da Previdência, proposta pelo governo Bolsonaro, principalmente em relação aos trabalhadores que atuam diretamente com agentes nocivos à saúde. (veja mais fotos)

Um dos exemplos citados por Hartz durante a palestra foi a de um trabalhador de 44 anos, que está há um ano da aposentadoria especial. “Se a proposta for aprovada, ao invés de um ano, faltarão 15 anos para se aposentar”, ou seja, ele teria que ficar mais 15 anos exposto aos agentes que prejudicam a saúde dele, durante toda sua jornada de trabalho.

“Esse sujeito não pode ter a mesma regra de aposentadoria que um sujeito que está trabalhando como advogado, por exemplo, que não é igual a um metalúrgico, a um agente de saúde, eletricitário, que estão em contato direto com o risco”, pontua.

Para um auditório repleto de trabalhadores de diversos segmentos, como frentistas, vigilantes, além dos metalúrgicos, o advogado explicou que “a partir da nova regra, a aposentadoria especial exige idade mínima de 60 anos, o que é um contrassenso ao que ela protege em essência, já que a aposentadoria especial foi criada justamente para proteger a saúde e a segurança do trabalhador”, explica Hartz. 

, Foguinho/Imprensa SMetal
O secretário de organização do SMetal, Izidio de Brito, agradeceu a presença de todos os trabalhadores e sindicatosFoguinho/Imprensa SMetal

Outra consequência drástica para o trabalhador diz respeito ao valor do benefício. “Com a reforma, o valor do benefício deixa de ser integral e passa a ser de 60% adicionado de 2% por ano que ultrapassarem 20 anos de contribuição”. No caso de um trabalhador que se aposenta com 25 anos de contribuição, não receberá mais o valor integral e sim 70%.

Pouco antes da palestra, Hartz concedeu entrevista à imprensa SMetal e ressaltou que em todos os casos que teve acesso durante sua experiência profissional nenhuma aposentadoria especial foi conseguida com trâmite normal pelo INSS. “Todos tiveram que ir para a Justiça”, afirma.

Mobilização

O secretário de organização do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), Izídio de Brito, destacou durante o debate que a luta contra essa Reforma da Previdência é de todos e lembrou que o SMetal é uma base fixa para receber adesões ao abaixo-assinado contra a proposta.

Por sua vez, o presidente do SMetal, Leandro Soares, ressaltou o grande ato político e cultural que será realizado no 1º de Maio, na Praça dos Espanhóis. “O tema deste ano é pela aposentadoria digna porque temos que batalhar para conscientizar toda a classe trabalhadora de que essa proposta só beneficia quem já é privilegiado, que são os banqueiros e grandes empresários”.

Galeria de Fotos

Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
1/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
2/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
3/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
4/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
5/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
6/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
7/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
8/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
9/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
10/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
11/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
12/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
13/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
14/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
15/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
16/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
17/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
18/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
19/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
20/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
21/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
22/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
23/24
Reforma da Previdência aumenta o tempo de exposição a agentes nocivos
24/24

 

Assista à integra da palestra

Deixe seu Recado