SMetal

Imprensa

Adi dos Santos

Presidente da CUT visita região e reafirma defesa das 40 horas

Quarta-feira, 17 de Março de 2010 - Atualizado em 27/12/2016 11:52
Folha Metalúrgica

,
Adi dos Santos, acompanhado por Lucinha, observa produtos durante visita ao Banco de Alimentos de Sorocaba

O presidente estadual da CUT, Adi dos Santos Lima, em visita a Sorocaba e Votorantim, na última quinta e sexta-feira, voltou a defender a redução de jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais.

O projeto que propõe a redução da jornada (PEC 231/95) é discutido no Congresso há 15 anos. O texto está pronto para ser votado, mas não há consenso para que a proposta seja levada ao plenário.

Adi enumerou uma série de benefícios que a redução de jornada traria, entre eles um tempo maior de convívio do trabalhador com sua família e a criação de mais de 2 milhões de empregos. Ele disse, também, que o empresariado não teria dificuldades em absorver o custo [menos de 2%] que a redução da jornada acarretaria à produção. "É um índice pequeno diante do que o setor cresceu e faturou nos últimos anos", frisou.

 

Otimismo

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Ademilson Terto da Silva, que acompanhou Adi durante a visita, disse estar otimista com a instalação de novas empresas na região, como a Case e a Toyota. "O desempenho do governo Lula tem sido fundamental para a geração de empregos. A redução da jornada aumentaria ainda mais a oferta de trabalho no país".

Evanildo Amâncio, coordenador regional da CUT, também acompanhou Adi durante a visita, que passou pela subsede regional da CUT, Banco de Alimentos de Sorocaba e os sindicatos dos Metalúrgicos, Papeleiros, Vestuário e Condutores.

Deixe seu Recado