SMetal

Imprensa

Opinião

Precisamos contrapor esse 'projeto' de país

Quinta-feira, 23 de Agosto de 2018 - 11:10 - Atualizado em 23/08/2018 11:27
Imprensa SMetal

convenção, batalha, charge, Glauco Góes
Vamos juntos e mobilizados para vencer mais essas batalhas!Glauco Góes
O SMetal é um sindicato cidadão, que luta tanto por melhorias nas condições de trabalho quanto por dignidade e direitos também fora das fábricas.

Estamos em mais uma Campanha Salarial na qual ainda vivemos as ameaças de retrocessos nas garantias e direitos da classe trabalhadora. Isso porque quem está à frente do governo federal é uma elite que preza pelos privilégios do grande empresariado.

Houve um plano para o golpe de 2016 que está sendo, dia a dia, implantado. O Brasil está voltando, vergonhosamente, para o Mapa da Fome e o índice de desemprego aumenta consideravelmente, criando um exército de reserva.

Muitos trabalhadores são considerados “desalentados” pelas estatísticas do IBGE porque desistiram de procurar emprego. Nesse triste cenário, há até quem precise se sujeitar a garimpar material contaminado, como na área da antiga fábrica de baterias Satúrnia.

Para nossa categoria, temos a esperança de uma Campanha Salarial com aumento real e  manutenção dos direitos. Mas, não podemos nos afastar das questões da macro política. Ela nos afeta a vida, a família, nossas relações e nosso modo de viver.

É um ano de eleição tanto para deputados estadual e federal, senador, quanto para presidência da República. Que nossa união e mobilização seja para reivindicar uma sociedade mais justa, mais direitos para a classe trabalhadora, a força motriz para o desenvolvimento deste país.

Que sejamos todos valorizados! Temos que lutar para reverter esse vergonhoso projeto golpista. O país que queremos é o de que nos garanta voltarmos para a casa com integridade física e mental, após um dia de trabalho.

Basta de Reforma Trabalhista, que precariza o trabalho, que terceiriza, que deixa o trabalhador em contrato intermitente, que aumenta as possibilidades de acidentes de trabalho. Nossa pauta é por qualidade de vida, tanto na fábrica quanto na sociedade.

Para informar a categoria sobre as negociações da Campanha Salarial temos as assembleias nas portas de fábricas, Folha Metalúrgica, nosso portal e Facebook. Contamos com a participação de todos os trabalhadores para reforçar ainda mais essa luta contra a precarização.

Por causa da Reforma Trabalhista, a partir do dia 1º de Setembro os patrões poderiam reduzir o piso salarial, demitir em massa, diminuir o adicional noturno, etc. Mas, em reunião dos nossos dirigentes com os negociadores de empresas, no sindicato, buscamos um compromisso para não aplicarem a nova legislação até que as negociações sejam esgotadas.

Vamos juntos e mobilizados para vencer mais essas batalhas!

Deixe seu Recado