SMetal

Imprensa

Valorização

PPR é aprovado com 14,17% de aumento na Kanjiko do Brasil

Benefício foi negociado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região e será pago em duas parcelas; se comparado ao PPR de 2021, os trabalhadores conquistaram aumento de 14,17%

Quarta-feira, 13 de Abril de 2022 - 10:24
Imprensa SMetal

, Caroline Queiróz Tomaz/Imprensa SMetal
Assembleia foi realizada nos três turnos na terça-feira, 12, na KanjikoCaroline Queiróz Tomaz/Imprensa SMetal
Em assembleias realizadas nos três turnos, os trabalhadores da Kanjiko do Brasil aprovaram uma proposta do Programa de Participação nos Resultados (PPR) de 2022 na terça-feira (11). O PPR, negociado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), foi aprovado com 14,17% de aumento quando comparado ao que foi pago em 2021.

O benefício será pago em duas parcelas, sendo a primeira com previsão, ainda, para o mês de abril deste ano e a segunda estará no bolso do trabalhador em janeiro de 2023. “Conquistamos um aumento considerável no PPR e a satisfação do metalúrgico ficou clara na votação, que foi unânime nos três turnos. A construção do SMetal e do Comitê Sindical de Empresa (CSE) teve todo o aval da categoria e somos mais fortes com a união de todos”, comenta Valdeci Henrique da Silva (Verdinho), que é vice-presidente do SMetal e responsável pela negociação com a Kanjiko.

Além deste assunto, os dirigentes do CSE comunicaram sobre uma conquista que não é necessariamente ligada aos metalúrgicos, mas faz parte da luta sindical. De acordo com o dirigente sindical Samuel Moraes, as trabalhadoras que atuam em um terceirizada e cuidam das refeições dentro da fábrica estavam em péssimas condições trabalhistas.

Ele conta que o banco de horas dessas funcionárias estava excedente por uma quantidade de horas extras não previstas e, por cima, não pagas pela empresa terceirizada.

“Apesar de não serem representadas pelo SMetal, as companheiras que trabalham na alimentação foram defendidas pelo Sindicato. Fizemos reuniões com a Kanjiko e, agora, elas têm redução da jornada de trabalho e remuneração das horas extras”, comenta Samuel.

A construção foi articulada entre o Sindicato, a empresa terceirizada em questão e o setor de Recursos Humanos da Kankijo.

Campanha Salarial

, Foguinho/Imprensa SMetal
O presidente do SMetal, Leandro Soares, conversou com os trabalhadores sobre o histórico na KanjikoFoguinho/Imprensa SMetal
Leandro Soares, presidente do SMetal, também esteve presente na assembleia e conversou com os metalúrgicos sobre o histórico da fábrica. Leandro recordou da luta pela valorização do vale cesta, além do processo de Campanha Salarial de 2021.

“A Kanjiko faz parte do Grupo 3 que, no passado, tentou parcelar o reajuste salarial em três vezes. É claro que o SMetal não aceitou e fez o enfrentamento à essa proposta. Em 2022, estamos novamente mobilizados e prontos para conquistar o melhor acordo para os trabalhadores”, afirma.

O cenário promete ser desafiador em 2020. A data-base dos metalúrgicos acumula 7,54% de perdas com a inflação desde setembro de 2021 e, no mesmo período do ano passado, o INPC acumulado era de 6,28%. “Em 2021 conquistamos aumento real na Kanjiko e, desta vez, iremos nos unir mais um ano para garantir uma Campanha Salarial vitoriosa”, finaliza Anderson Teixeira dos Anjos, dirigente e membro do CSE na Kanjiko.

 

Deixe seu Recado