SMetal

Imprensa

Economia

PIB do Brasil cresceu 9% no 1º trimestre de 2010

Quarta-feira, 09 de Junho de 2010 - Atualizado em 27/12/2016 11:53
Secom/Presidência da República

O total de riquezas produzido no Brasil - Produto Interno Bruto (PIB) - registrou crescimento de 9% no primeiro trimestre de 2010 em comparação ao mesmo período do ano anterior. Em relação ao quarto trimestre de 2009, o aumento foi de 2,7%. Nessa comparação, a maior alta foi na Indústria (4,2%), com Agropecuária (2,7%) e Serviços (1,9%) a seguir.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou que o crescimento do PIB, que chegou a R$ 826,4 bilhões, é resultado da estratégia de crescimento adotada pelo governo federal. "A economia já estava pronta para crescer e o resultado é fruto das políticas de governo". Para o ministro, as medidas que mais contribuíram para o bom desempenho da economia foram o aprofundamento das desonerações (caso dos materiais de construção) e o aumento do crédito.

Os setores com maior destaque são o da construção civil e o da indústria, principalmente na área de bens de capital. "Esses resultados foram influenciados por políticas como a desoneração de bens de capital e financiamentos para a indústria, como o PSI.", ressaltou o ministro.

Crescimento exagerado
Sobre a possibilidade de um crescimento exagerado da economia, o ministro do Planejamento afirmou que o governo não quer travar o crescimento, mas ter um crescimento sustentável. "O governo está alerta. Temos que tomar todo o cuidado porque a crise no mercado internacional ainda não acabou".

Segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a expansão registrada nos três primeiros meses de 2010 não indica superaquecimento da economia e o PIB nos próximos trimestres deve apresentar desaceleração em função da retirada dos benefícios fiscais e do corte de gastos do governo, anunciado no mês passado.

"O resultado foi mais do que eu esperava e mostra que a economia brasileira teve uma das melhores recuperações do mundo. O primeiro trimestre foi o auge da retomada do crescimento", afirmou.

Para Mantega, o resultado do PIB do primeiro trimestre mostra o vigor e o dinamismo da economia brasileira. O ministro destacou a qualidade do crescimento, revelado principalmente pelo desempenho da indústria, da Formação Bruta de Capital Fixo (7,4%) e do consumo das famílias (1,5%), na comparação com o quarto trimestre de 2009. "Temos que lembrar ainda que isso se dá em relação a um ano que foi muito fraco", advertiu. Segundo o ministro, o crescimento da economia brasileira em 2010 deve situar-se entre 6% e 6,5%.

Deixe seu Recado