SMetal

Imprensa

Aprovação

Pauta da campanha salarial é aprovada pelos metalúrgicos do ABC

Outros 13 Sindicatos filiados à FEM estão na luta

Segunda-feira, 22 de Junho de 2015 - Atualizado em 27/12/2016 13:57
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

,
Com data-base para 1º de setembro, estarão em Campanha cerca de 210 mil metalúrgicos nos Grupos 2, 3, 8, 10, Fundição e Estamparia
Durante assembleia realizada na quinta (18) na Regional Diadema, os metalúrgicos do ABC aprovaram a pauta de rei­vindicações para a Campanha Salarial 2015. Outros 13 sindicatos da categoria, filiados à Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT, a FEM-CUT, também estão em campanha, representando cerca de 210 mil companheiros em seis grupos patronais (saiba mais nesta página).

"Os principais eixos são a redução da jornada de trabalho sem redução no salário; reposição da inflação e aumento real; unifi­cação e valorização dos pisos e das cláusulas sociais", afirmou o presidente da FEM-CUT, Luiz Carlos da Silva Dias, o Luizão.

Segundo o dirigente, a situação não é fácil em todo o Estado. As empresas estão nos chaman­do para negociar alternativas para enfrentar as dificuldades do setor. "Agora o momento pode estar adverso ao trabalhador, mas não vamos permitir nenhum retrocesso. Inclusive a luta se mantém contra o PLC 30 [Projeto de Lei da Câmara], antigo PL 4.330, que precariza as relações de trabalho", prosseguiu.

O presidente do Sindicato, Rafael Marques, afirmou que o ano será difícil, mas esta será uma Campanha Salarial da organização, uni­dade e solidariedade. "Aqui todo mundo é de luta e como já conquistamos muitos direitos à classe trabalhadora, também lutaremos pela criação do Programa de Proteção ao Emprego, o PPE. Vamos juntos rumo à retomada do crescimento do País", declarou.

De acordo com o presidente, os congressos da CUT serão decisivos para politizar o de­bate com os trabalhadores. "Vamos enfrentar essa situação desfavorável e mostrar que os metalúrgicos do ABC têm garra e disposição para manter esta batalha até a vitória, pois é em momentos difíceis que a gente se supera com bons acordos. Esta categoria é composta de guerreiros", concluiu Rafael.

Os trabalhadores em montadoras já fecha­ram acordos para esse ano e até 2019, como é o caso na Volks. Com data-base para 1º de setembro, estarão em Campanha cerca de 210 mil metalúrgicos nos Grupos 2, 3, 8, 10, Fundição e Estamparia.

Os companheiros também aprovaram os 72 delegados, que representarão os metalúrgicos do ABC no 14º Congresso Estadual da CUT São Paulo, o CECUT, com tema "Por um Pro­jeto Popular para Mudar São Paulo", e os 48 de­legados ao 12° Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores, o CONCUT, com a pauta "Educação, Trabalho e Democracia. Direito não se reduz, se amplia".

Campanha Salarial 2015 - FEM-CUT

Data base: 1º de setembro

GRUPOS

2 - máquinas e eletrônicos
3 - autopeças, forjaria, parafusos
8 - trefilação, laminação de metais ferrosos, refrigeração, equipamentos ferroviários, rodoviários entre outros
10 - lâmpadas, equipamentos odontológicos, iluminação, material bélico entre outros
Estamparia
Fundição

Dados da Subseção do Dieese na FEM-CNM/CUT

PRINCIPAIS EIXOS DA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES

Redução da jornada de trabalho sem redução no salário
Reposição da inflação e aumento real
Unificação e valorização dos pisos
Valorização das cláusulas sociais.

Deixe seu Recado