SMetal

Imprensa

Palestra

Paulo Henrique defende mais democracia na mídia

Terça-feira, 07 de Julho de 2015 - 14:03 - Atualizado em 27/12/2016 14:01
Imprensa SMetal

,
Casa cheia: palestra de jornalista e lançamento de mídias do SMetal reuniram mais de 300 pessoas sábado, na sede sindical de Sorocaba
Mais de 300 pessoas lotaram o auditório do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba no sábado, dia 4, para assistir à palestra do jornalista Paulo Henrique Amorim. Durante o evento, o SMetal também apresentou novidades em seus meios de comunicação, como uma revista trimestral, a nova Folha Metalúrgica, um portal reformulado na internet e um guia digital de convênios para associados.

Paulo Henrique afirmou que a imprensa alternativa, principalmente na internet, está democratizando a comunicação no Brasil na prática, visto que o país é um dos únicos do mundo que não tem uma lei para coibir o oligopólio de grandes conglomerados de mídia.

Ele também disse que, no Brasil, os tradicionais grupos de comunicação formam um partido, o PIG, que é o Partido da Imprensa Golpista, e atua para que a direita tome o poder no país.

"Mas quem perde com o golpe, se ele acontecer? O primeiro que perde é o trabalhador. E os primeiros que perdem são os petroleiros e os metalúrgicos da indústria da construção naval", afirmou.

"O governo Fernando Henrique encomendava plataforma de Petróleo em Cingapura e tinha três mil trabalhadores no setor no país. O Lula cancelou a encomenda de plataformas estrangeiras. Hoje tem 100 mil trabalhadores na construção naval no Brasil. É isso que está em jogo", explicou o jornalista, que alertou para a intenção da direita de privatizar o pré-sal brasileiro.


A Globo não exibe

Paulo, que já trabalhou na Globo e na Veja, criticou a manipulação de informações nos principais órgãos de imprensa. "O Roberto Marinho dizia: o mais importante não é o que a Globo exibe, no sentido de formar opinião, mas o que a Globo não exibe. A Globo suprime a discussão sobre os interesses do trabalhador"

"A maior vítima desse sistema, desse oligopólio das comunicações também é o trabalhador. É o mais pobre. Não é a classe média, não é o filhinho de papai, não são os coxinhas", declarou Paulo.

O palestrante ressaltou a importância na imprensa alternativa no cenário atual. "Os veículos de comunicação de nicho, para um público específico, como são o jornal e a revista do SMetal, são instrumentos poderosíssimos de democratização da informação e da opinião. Mas hoje eu tenho muito apreço, muita confiança no jornalismo digital. E fico feliz que o Sindicato tenha se dedicado a um novo portal na internet também", elogiou Paulo.

Além de apresentador na TV Record, Paulo Henrique Amorim mantém o site Conversa Afiada na internet, sobre política e economia.

,
Imagem

O público lotou o auditório na sede do SMetal no sábado, dia 4   (foto: Foguinho SMetal)

,
Imagem

Foto: Vagner Santos/Imprensa SMetal 

Deixe seu Recado