SMetal

Imprensa

Sorocaba

Passagens do transporte coletivo serão vendidas sem o reajuste até quarta, 17

Segunda-feira, 15 de Junho de 2015 - Atualizado em 27/12/2016 13:56
Secom de Sorocaba/Fabiana Sorrilha

,
O reajuste na tarifa passa a valer na quinta-feira, dia 18
A partir do dia 18 de junho a tarifa do passe social passará de R$ 3,20 para R$ 3,50. Já o passe estudante permanecerá a R$ 1,50, mesmo valor praticado desde 2011 na cidade. Os usuários poderão adquirir seus passes aos preços atuais até esta terça-feira, dia 17 de junho, nos diversos pontos de vendas da cidade. O vale transporte passará de R$ 3,35 para R$ 3,70 e, aos domingos, a tarifa passa a ser de R$ 1,50, benefício para quem possui o Passe Social.

Os novos valores consideram o aumento dos custos operacionais do transporte coletivo urbano face ao aumento salarial e benefícios concedidos à respectiva categoria profissional e, ainda, a reposição da variação de preços de insumos básicos que compõe os mencionados custos.

Foi considerada também a renovação de 62 veículos da frota do transporte coletivo e a inclusão de mais um veículo para o transporte especial, o serviço porta a porta oferecido na cidade. A renovação da frota possibilitou a melhoria de linhas através da ampliação na oferta de horários, troca de tecnologia por veículos maiores e novos atendimentos do transporte especial.

Com relação aos aumentos de preços dos insumos básicos e outros componentes da planilha de custos, são destacados:

RUBRICA VARIAÇÃO
Salário 10,53%
Diesel, lubrificantes 13,25%
Rodagem 7,40%
Veículo 4,06%
Despesas Gerais 8,50%
IMPACTO CUSTOS 9,43%

Estrutura do Transporte Coletivo Sorocabano

O modelo de transporte coletivo implantado há mais de vinte anos em Sorocaba pelo então prefeito Antonio Carlos Pannunzio, em seu primeiro mandato, trouxe um novo panorama de qualidade e eficiência ao serviço prestado na cidade.

Por meio da gestão do sistema por empresa pública, houve maior eficiência e controle da operação, possibilitando a criação do caixa único, construção de dois terminais fechados com integração física e tarifária, implantação de cobrança automática e melhoria contínua da frota (renovação e implementação de novas tecnologias).

Passam diariamente pelo Terminal Santo Antonio, o maior da cidade, cerca de 80 mil pessoas e outras 40 mil pessoas passam pelo Terminal São Paulo. São transportados, em média, 4,9 milhões de passageiros/mês. São 109 linhas que percorrem a cidade de Norte a Sul e de Leste a Oeste. Juntas, elas realizam cerca de 300 mil viagens/mês. O índice de cumprimento dos horários é de 99%.

Benefícios aos usuários do transporte coletivo

A frota de ônibus é uma das mais novas do País e tem idade média de 3,66 anos. A frota está 100% acessível, com elevadores para cadeirantes e usuários com dificuldades de locomoção, o que a diferencia quanto ao atendimento prestado ao cidadão. Todos os ônibus contam também com sistema de monitoramento via GPS e câmeras que dão mais segurança aos passageiros e motoristas. Em Sorocaba, os estudantes contam com tarifa diferenciada desde 2011 e pagam R$ 1,50 a passagem.

A cidade conta também com a gratuidade para idosos a partir dos 60 anos, atitude pioneira no país, já que a legislação federal prevê a gratuidade a partir dos 65 anos.

Sistema integrado

Desde 2008, o usuário do transporte coletivo sorocabano conta também com a Integração Temporal (conhecido como Bilhete Único), que possibilita ao passageiro utilizar até quatro linhas de ônibus diferentes com o pagamento de uma só tarifa e sem precisar deslocar-se até os terminais centrais e Áreas de Transferências.

O sistema de transporte público sorocabano conta há 23 anos com dois terminais na região central da cidade e seis Áreas de Transferência, os chamados miniterminais, que oferecem integração e linhas exclusivas Interbairros, que cortam a cidade de forma mais rápida.

A implantação das seis Áreas de Transferência impactou significativamente no desenvolvimento da cidade, pois são locais exclusivos para o transporte coletivo urbano, que oferecem conforto e segurança aos usuários, sendo distribuídas em locais com grande perspectiva de desenvolvimento e estão próximas às Casas do Cidadão que concentram vários serviços de utilidade pública.

Deixe seu Recado