SMetal

Imprensa

Lava Jato

OAB pressiona Carmen Lúcia por delações da Odebrecht

Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2017 - 15:59 - Atualizado em 26/01/2017 07:32
CUT Nacional

,
No último domingo, dia 22, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, defendeu que a presidenta do Superior Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, decida rapidamente sobre a homologação das delações premiadas da Odebrecht.

Para Lamachia, Carmen Lúcia deve anunciar a decisão até o final do recesso do STF, que será no início de fevereiro. "Não há tempo a perder. É o que a sociedade brasileira espera. Não é cabível que, em situações excepcionais como esta, se aguarde tanto."

Uma semana antes de sua morte, o então ministro do STF Teori Zavascki havia anunciado que interromperia suas férias para analisar as delações da Odebrecht e decidir se seriam homologadas.

Com a morte de Teori, além da homologação das delações, outra difícil decisão deve ser tomada pelo STF, quem passará a ser o relator do processo da Lava Jato na mais alta corte do País.

A Rede Brasil Atual noticiou que um grupo de magistrados do STF tem defendido a nomeação do ministro Celso de Mello para a relatoria da Lava Jato na corte. Porém, antes de tudo a presidenta Carmen Lúcia precisa dar um parecer informando a quem compete a decisão de nomear o novo relator, se ela mesma ou o presidente da República.

Deixe seu Recado