SMetal

Imprensa

Opinião

Nossa torcida pela seleção brasileira

Quinta-feira, 14 de Junho de 2018 - 15:19 - Atualizado em 14/06/2018 15:40
Imprensa SMetal

golpe, brasil, Divulgação
DivulgaçãoDivulgação
Talvez nunca tenha se discutido tanto política como atualmente. Mesmo no contexto de Copa do Mundo, assunto que anda meio apagado em meio ao turbilhão de retrocessos implantados por Temer e Cia.

O presidente golpista esteve no Centro Experimental de Aramar e foi recebido por manifestação promovida pela subsede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) contra a reforma trabalhista, contra o congelamento nos investimentos em educação e saúde, etc. Resumindo: por ter colocado o Brasil na lista suja da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e pelo país ter voltado ao Mapa da Fome.

A população brasileira sabe muito bem de tudo isso. Tanto que a pesquisa do Datafolha, publicada domingo, 10, mostra que Temer tem rejeição de 82% do povo.

Mas é claro! Quem apoia um governante que assalta o poder por meio de um golpe híbrido? Que conta com parte da justiça, de empresariados do capital financeiro, da grande mídia e de velhos personagens da oligarquia política, representados pelo MDB (antes, PMDB) e PSDB?

Temer conseguiu façanhas que podem dar inveja nos mais malvados personagens da Marvel. Há 13,4 milhões de brasileiros desempregados, conforme o IBGE. Ele é o primeiro presidente denunciado criminalmente ainda no cargo pela Procuradoria-Geral da República. E ainda, o primeiro presidente denunciado uma segunda vez.

Mas é o Lula quem sofre perseguição política e está preso desde o dia 7 de abril, sem provas, de forma arbitrária e com o mundo todo apontando para o Brasil e clamando por eleições livres. Até o representante do Papa Francisco ressaltou a perseguição ao ex-presidente.

Lula dispara: “me apresentem uma prova que eu abro mão da minha candidatura”. Ele rejeita qualquer acordo para ser liberto em troca de se candidatar ao Planalto para poder fazer o Brasil feliz de novo, como diz o jingle de sua campanha.

De acordo com a pesquisa do Datafolha, sem Lula os votos brancos e nulos disparam e chegam a 34%. É compreensível o desespero da direita brasileira em manter o Lula preso. Eles ainda não têm um candidato. Nem Joaquim Barbosa aceitou.

De 2016 para cá, os trabalhadores puderam conhecer bem, na prática, no dia a dia, o projeto da direita para nossa nação. É extrair direitos, reforçar que a justiça tem lado e manter o povo longe de uma educação de qualidade – o que facilita a tentativa de desqualificar os movimentos sociais e organizados da sociedade.

Mas o povo não é bobo! Lula lidera as pesquisas e além do povo reconhecer que ele fez um governo que possibilitou jovens da periferia ingressarem nas universidades, gerou postos de trabalho e desenvolvimento para o país. E sim, pode fazer o Brasil feliz de novo.

Quando for gritar gol, pode emendar um goooooooooooooolpe e libertar o grito preso na garganta.

Nós torcemos por este Brasil e nas portas de fábricas e em qualquer atividade deixamos claro que nossa luta é por direitos e que reverteremos esse 7x1!

Deixe seu Recado