SMetal

Imprensa

Ação Social

Nossa Feira é Livre usa sementes como moeda social para compra de alimentos

Criada pelo Banco de Alimentos de Sorocaba, a iniciativa quer levar acesso a alimentos saudáveis para a população que mais necessita; o lançamento oficial da feira aconteceu nesta terça, em Votorantim

Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020 - 17:07 - Atualizado em 03/12/2020 21:02
Imprensa SMetal

dezembro, 2020, imprensa, Jônatas Rosa/Imprensa SMetal
Iniciativa é do Banco de Alimentos de Sorocaba Jônatas Rosa/Imprensa SMetal
Que tal usar sementes como dinheiro? E comprar alimentos como verduras, hortifrúti, pães e ovos com elas? Essa é a proposta do projeto Nossa Feira é Livre, criado pelo Banco de Alimentos, que teve uma edição especial nesta terça-feira, 1º de dezembro, em Votorantim.

Na atividade, que aconteceu na Associação LuAR – Lugar de Amor e Restauração, no bairro Novo Mundo, os participantes trocaram suas sementes por diversos alimentos. Além da associação, o projeto tem apoio do Instituto Empodera.

Edna Maria de Aquino, moradora do bairro, gostou da ideia. “É muito bom porque semente é algo que a gente tem em casa ou acha em algum lugar e pode vir trocar aqui por alimentos que precisamos”.

Lucinda Silveira, captadora de recursos do Banco de Alimentos e idealizadora do projeto, explica que o objetivo da iniciativa é desenvolver a soberania alimentar e popular. “Ele atua fortalecendo a agricultura familiar agroecológica e leva os alimentos para as comunidades que atendemos com subsídio alimentar”.

O presidente da entidade, Tiago Almeida do Nascimento, explica que é preciso buscar alternativas para garantir que as pessoas tenham como se alimentar. “Com a falta de investimento dos governos federal, estadual e municipal, o Banco de Alimentos sempre está atrás de uma maneira para garantir que ninguém passe fome. É uma luta diária, mas com alternativas é possível continuarmos em frente”.

Para Lucinda, a proposta também trabalha a autonomia das famílias, que podem escolher os alimentos. “Essas pessoas exercitam a cidadania e o respeito ao próximo e com a preocupação de fortalecer quem está cultivando a terra com respeito e amor e produzindo alimentos de alto valor nutritivo”.

dezembro, 2020, imprensa, Jônatas Rosa/Imprensa
As sementes arrecadadas na feira serão destinadas para o projeto Semear AgroflorestaJônatas Rosa/Imprensa

As sementes arrecadadas na feira serão destinadas para o projeto Semear Agrofloresta, que trabalha uma horta comunitária no bairro Novo Mundo. “Neste momento queremos realizar uma feira por semana na comunidade. Para isto precisamos de engajamento de todos para doar e colaborar na arrecadação de recursos para que possamos comprar os produtos da feira”, finaliza Lucinda.

Doações

Quem quiser ajudar o Banco de Alimentos, pode fazer doações em dinheiro através da plataforma PayPal. A partir de R$ 1,00 é possível ajudar quem mais precisa. Qualquer um pode doar, e com um pequeno gesto mensal podemos transformar a realidade das pessoas. Para doar acesse aqui. 

Veja as fotos da Nossa Feira é Livre 

Jônatas Rosa/Imprensa SMetal , Nossa Feira é Livre usa sementes como moeda social para compra de alimentos
1/6 Jônatas Rosa/Imprensa SMetal
Jônatas Rosa/Imprensa SMetal , Nossa Feira é Livre usa sementes como moeda social para compra de alimentos
2/6 Jônatas Rosa/Imprensa SMetal
Jônatas Rosa/Imprensa SMetal , Nossa Feira é Livre usa sementes como moeda social para compra de alimentos
3/6 Jônatas Rosa/Imprensa SMetal
Jônatas Rosa/Imprensa SMetal , Nossa Feira é Livre usa sementes como moeda social para compra de alimentos
4/6 Jônatas Rosa/Imprensa SMetal
Jônatas Rosa/Imprensa SMetal , Nossa Feira é Livre usa sementes como moeda social para compra de alimentos
5/6 Jônatas Rosa/Imprensa SMetal
Jônatas Rosa/Imprensa SMetal , Nossa Feira é Livre usa sementes como moeda social para compra de alimentos
6/6 Jônatas Rosa/Imprensa SMetal

Deixe seu Recado