SMetal

Imprensa

Participação nos Resultados

Negociação de PPR não avança e metalúrgicos da ZF e Bosch protestam

Para pressionar a ZF do Brasil e a Bosch a apresentarem uma proposta de PPR que atenda à reivindicação dos trabalhadores, foram realizados nesta quarta, 22, protestos de duas horas em todos os turnos

Quarta-feira, 22 de Maio de 2019 - 16:02 - Atualizado em 22/05/2019 17:21
Imprensa SMetal

zf, bosch, ppr, assembleia, protesto, sorocaba, smetal,, Foguinho/Imprensa SMetal
Durante assembleia na porta da ZF e Bosch, dirigentes do SMetal informaram sobre o andamento das negociações; trabalhadores aprovaram protesto de duas horasFoguinho/Imprensa SMetal
Para pressionar as empresas ZF do Brasil (Planta 1 e Planta 2) e Bosch a apresentarem uma proposta de Participação nos Resultados (PPR) que atenda à reivindicação dos trabalhadores, foram realizados nesta quarta-feira, dia 22, protestos de duas horas em todos os turnos.

Segundo o membro do Comitê Sindical da ZF, Clériston Cristovão Albino dos Santos (Pereira), parar a produção por duas horas foi a maneira dos trabalhadores cobrarem respeito nas negociações, que não avançam. Uma nova rodada de negociação será realizada na manhã desta quinta, 23, e a expectativa dos membros da Comissão e do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) é que as empresas apresentem nova proposta.

As duas autopeças estão entre as maiores fábricas do segmento e, em comparação com outras empresas do setor, os trabalhadores estão com o PPR defasado.

“Inclusive, já elaboramos e entregamos uma contraproposta solicitando melhorias na proposta das empresas, para ajudar a diminuir a defasagem do valor atual. Porém, não avançou”, explica.

Segundo Pereira, a última proposta, apresentada na manhã desta quarta-feira, 22, após o protesto do primeiro turno e do administrativo, continua aquém do reivindicado.

“A união de 100% dos trabalhadores nos protestos de hoje demonstra que eles estão cansados e querem respeito das empresas. E reiteremos que estamos abertos ao diálogo para negociar a melhor proposta possível”, finalizou.

A ZF do Brasil (Planta 1 e 2) e a Robert Bosch ficam no bairro Iporanga, fabricam peças para veículos e, juntas, mais de 2400 trabalhadores.

Deixe seu Recado