SMetal

Imprensa

Covid-19

Nal do Brasil: redução de jornada é aprovada em assembleia eletrônica

Parte dos trabalhadores terão a jornada reduzida em 25% entre 31 de agosto e 27 de setembro; acordo negociado pelo SMetal garante melhores condições do que as previstas pelo governo federal

Sábado, 29 de Agosto de 2020 - 17:00
Imprensa SMetal

agosto, 2020, imprensa,
AGOSTO
A redução de jornada para parte dos trabalhadores da Nal do Brasil, em Sorocaba, foi aprovada em assembleia eletrônica, realizada no Portal SMetal, entre os dias 28 e 29, sexta e sábado.

O acordo foi negociado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) e recebeu 96,9% dos votos favoráveis. 3 (2,33%) votaram contra e 1 (0,78%) preferiu se abster. No total, 195 trabalhadores podiam votar e 129 participaram da assembleia.

Parte dos trabalhadores terão a jornada reduzida em 25% por um período de 28 dias, entre 31 de agosto e 27 de setembro. Durante a vigência da medida, os funcionários da empresa vão receber parte do salário pago pelo governo, através do Benefício Emergencial de Proteção ao Emprego e Renda (Beper), e parte pago pela empresa.

Silvio Ferreira, secretário geral do SMetal, explica que o Sindicato garantiu melhores condições aos trabalhadores do que previam a Lei 14.020/2020 e o Decreto 10.470/2020. “Parte dos metalúrgicos abrangidos pelo acordo vão receber 100% do salário líquido e parte receberá um valor bem próximo a isso. É a segurança que os trabalhadores precisam para passar por esse momento de crise”.

A negociação do SMetal também estabelece que a empresa será responsável pelo pagamento da parte que cabe ao governo, caso ele deixe de pagar. “No decreto, o governo federal deixa em aberto a possibilidade não pagar a sua parte. Os trabalhadores não podem ser lesados e nem ficar na insegurança de ter menos dinheiro no final do mês. Por isso, temos colocado essa cláusula nos acordos, dando mais tranquilidade para os metalúrgicos”, ressalta Silvio.

Além disso, o Sindicato garantiu estabilidade no emprego para os trabalhadores da Nal do Brasil até dezembro de 2020 e o pagamento do Programa de Participação nos Resultados (PPR 2020).

A fábrica NAL do Brasil pertence ao grupo japonês Koito, líder do mercado mundial na fabricação de faróis automotivos.

Deixe seu Recado