SMetal

Imprensa

PROTESTO

Mulheres ocupam a Câmara de Sorocaba contra machismo de Vinicius Aith

Durante uma fala, na sessão do dia 14 de setembro, a vereadora Iara informou que o vereador Vinicius Aith (PRTB) disse, entre outras coisas, que ela não tinha “culhão” ao responder uma fala política. Reforçou ainda que ele usou outras palavras de baixo calão na frente da Mesa Diretora.

Quinta-feira, 16 de Setembro de 2021 - 14:37 - Atualizado em 20/09/2021 10:37

mulheres, protesto, camarasorocaba, camaradesorocaba, iarabernardi, fernandagarcia, mulheres, Divulgação/Iara Bernardi
Mulheres ocuparam Câmara de Sorocaba em protesto contra machismoDivulgação/Iara Bernardi
O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região se solidariza com as vereadoras Iara Bernardi (PT) e Fernanda Garcia (Psol), que denunciaram discriminação e machismo na Câmara de Sorocaba. Um grupo de mulheres esteve presente nesta quinta-feira, 16, em apoio às parlamentares.

Durante uma fala, na sessão do dia 14 de setembro, a vereadora Iara informou que o vereador Vinicius Aith (PRTB) disse, entre outras coisas, que ela não tinha “culhão” ao responder uma fala política. Reforçou ainda que ele usou outras palavras de baixo calão na frente da Mesa Diretora.

“Eu não quero mais entrar em embates políticos com esse vereador ou qualquer outro por discriminação e por machismo. Eu quero que a Mesa tome uma providência. E se fosse um homem pra quem ele tivesse dito isso?”, questionou a vereadora.

Após a manifestação do grupo de mulheres, o presidente da Câmara, Claudio do Sorocaba I (PL), esclareceu que o posicionamento da Legislativo será discutido na tarde desta quinta-feira, 16.

As vereadoras agradeceram a presença e solidariedade do grupo de mulheres. Iara reforçou que espera uma atitude da Mesa Diretora. Já a vereadora Fernanda Garcia lembrou que as mulheres presentes na manifestação representam órgãos, conselhos e entidades, e têm participação política na cidade.

mulheres, protesto, camarasorocaba, camaradesorocaba, iarabernardi, fernandagarcia, mulheres, Divulgação/Iara Bernardi
Mulheres ocuparam Câmara de Sorocaba em protesto contra machismoDivulgação/Iara Bernardi

“O lugar da mulher é onde ela quiser, e tem que ser respeitada. Defendemos que aqui tenha mais mulheres. Vamos mudar a cara da Câmara, elitizada e machista. Não aceitamos que cortem nossas falas, que falem conosco de forma desrespeitosa”, concluiu.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Leandro Soares, reafirma o apoio do sindicato às vereadoras. “É inadmissível que um ser humano haja dessa maneira contra mulheres, especialmente sendo um parlamentar. Elas merecem tanto respeito quanto qualquer outro. As vereadoras representam milhares de mulheres sorocabanas. Estamos do lado delas e desejamos que a Mesa Diretora se posicione contra esse tipo de atitude”.

Deixe seu Recado