SMetal

Imprensa

Sorocaba

Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento

Segunda-feira, 31 de Agosto de 2015 - 14:15 - Atualizado em 27/12/2016 14:10
Imprensa SMetal

,
A creche abandonada tem sido alvo de vandalismo
Moradores, especialmente mães, do Parque São Bento, em Sorocaba, reuniram-se na manhã desta segunda-feira, dia 31, em uma creche municipal abandonada do bairro, para protestar contra a situação precária do local, que é constantemente furtado e que estaria abrigando usuários de drogas.

Segundo os moradores, as obras do Centro de Educação Infantil (CEI), que fica na esquina da Avenida Vinícius de Moraes com a Rua Roque Nunes, estão abandonadas há cerca de três anos.

A manifestação foi acompanhada pelo vereador Izídio de Brito Correia (PT). De acordo com o parlamentar, as obras chegaram à fase de acabamento, mas depois foram abandonadas.

Devido ao abandono, portões, portas, pias e pisos foram furtados. As marcas de vandalismo são evidentes."A gente trabalha para ter as coisas, paga muitos impostos; e agora vê todo esse direito investido nesta obra sendo desperdiçado", lamenta Zuleika Teresa de Almeida Moraes, encarregada de cozinha aposentada e avó de um neto de quatro anos que, segundo ela, deveria estar estudando na CEI.


Improvisos

Mônica Souza Inácio, também moradora do bairro, afirma que a filha de três anos deveria estar estudando naquela creche há mais de dois anos. Mas ela teve que se adaptar a outra creche no Parque São Bento, a CEI 81, que atende em período integral. A outra filha, de um ano e meio, conseguiu vaga em outra unidade, a CEI 107, no bairro Horto, que atende só meio período.

De acordo com Mônica, que é mãe de uma terceira filha, de 8 anos, a demora em conseguir vagas nas CEIs e o fato das filhas menores estarem em creches diferentes, uma delas com atendimento em meio período, dificulta a recolocação no mercado de trabalho. "Sou técnica em enfermagem, mas não posso trabalhar por causa da dificuldade com creches para minhas filhas".


Falta leite na CEI

A moradora é esposa de metalúrgico da Johnson Controls e aproveitou a reportagem para fazer outra denúncia: A CEI 107 não está fornecendo leite sem lactose para as crianças que precisam do alimento, mesmo que as mães apresentem receita médica.

"Minha filha menor tem intolerância à lactose. Na creche disseram que não vão fornecer o leite porque a Prefeitura está economizando recursos devido à crise.

Mas vão economizar na saúde das crianças?", questiona Mônica. De acordo com ela, uma lata do leite prescrito para a filha dela custa R$ 50 e dura quatro dias.


Solidariedade

Outra moradora, Cristiane Fernanda Carriel, aguarda a inauguração da creche desde que o filho, hoje com quatro anos de meio, era um bebê. "Quando nasceu, tive que deixar meu filho com uma cunhada para poder voltar a trabalhar. Quando ele tinha 11 meses consegui uma vaga na CEI 81".

Segundo a moradora, o filho hoje está no parquinho e não precisa mais da creche, mas ela participou na manifestação nesta segunda-feira em solidariedade às outras mães. "Sei as dificuldades que passei para poder trabalhar sem conseguir garantia de vaga em creche. Não penso só em mim. Isso aqui (a creche) é para a comunidade, para o bairro", afirma Cristiane, que tem também um filho de 14 anos.


Levantamento da situação

O vereador Izídio, que apoiou a manifestação, afirma que vai fazer um balanço das creches abandonadas em Sorocaba e levar para o debate na Câmara Municipal. "Só para a creche do Parque São Bento já foram destinados quase R$ 3 milhões nos últimos anos. A inauguração foi adiada diversas vezes e agora a unidade está nesse estado inadmissível".

"Nesta creche, levaram embora até a placa dizendo se quem financiou a obra foi o governo municipal ou federal e qual a previsão de inauguração. Mas o fato é que gestão da creche é do município", afirma.

"A administração de Sorocaba tem que parar de reclamar um pouco e assumir essa responsabilidade dela", critica o parlamentar, que constantemente visita as obras e realiza uma audiência pública a cada oito meses para cobrar a prefeitura sobre as datas de inauguração, além de encaminhar requerimentos e ofícios sobre o tema ao Executivo.

A creches em estado de abando tem, pelo projeto, capacidade para atender190 crianças de 0 a 5 anos.

Creche do bairro São Bento em Sorocaba, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
1/11 Creche do bairro São Bento em Sorocaba
Creche do bairro São Bento em Sorocaba, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
2/11 Creche do bairro São Bento em Sorocaba
Creche do bairro São Bento em Sorocaba, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
3/11 Creche do bairro São Bento em Sorocaba
Creche do bairro São Bento em Sorocaba, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
4/11 Creche do bairro São Bento em Sorocaba
Creche do bairro São Bento em Sorocaba, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
5/11 Creche do bairro São Bento em Sorocaba
Creche do bairro São Bento em Sorocaba, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
6/11 Creche do bairro São Bento em Sorocaba
Cristiane Ferndanda Carriel participou da manifestação em solidariedade às mães do bairro que necessitam de vagas na creche, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
7/11 Cristiane Ferndanda Carriel participou da manifestação em solidariedade às mães do bairro que necessitam de vagas na creche
Creche do bairro São Bento em Sorocaba, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
8/11 Creche do bairro São Bento em Sorocaba
Zuleika Teresa de Almeida Moraes lamenta o abandono da creche, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
9/11 Zuleika Teresa de Almeida Moraes lamenta o abandono da creche
Creche do bairro São Bento em Sorocaba, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
10/11 Creche do bairro São Bento em Sorocaba
Creche do bairro São Bento em Sorocaba, Moradores reclamam de creche abandonada no Parque São Bento
11/11 Creche do bairro São Bento em Sorocaba

Deixe seu Recado