SMetal

Imprensa

Dias-Pontes

Metalúrgicos da Toyota aprovam calendário de folgas para 2020

A aprovação do acordo de calendário de dias-pontes na montadora aconteceu nesta quinta, 5. Durante a assembleia, diretores do SMetal falaram ainda sobre os desafios da classe trabalhadores para 2020, como o enfrentamento à MP 905.

Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019 - 11:58 - Atualizado em 06/12/2019 12:27
Imprensa SMetal

calendário, dias, pontes, toyota, assembleia,, Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
Proposta do calendário de dias-pontes foi negociada pelo SMetal e aprovada pelos trabalhadores nesta quinta-feira, 5 de dezembroDaniela Gaspari/Imprensa SMetal
Os trabalhadores da planta da Toyota em Sorocaba aprovaram, na tarde última quinta-feira, dia 5, proposta de calendário de folgas em feriados prolongados (dias-pontes) para o ano 2020.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) negocia esse tipo de acordo para que trabalhador possa organizar antecipadamente os momentos de descanso e lazer com familiares e amigos.

Durante a assembleia, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), Leandro Soares, também agradeceu os trabalhadores pelo apoio e confiança durante as negociações deste ano.

“Foi um ano intenso, acredito que no qual mais realizamos assembleias na Toyota. Tanto nos momentos positivos como nos negativos, os funcionários da montadora estiveram junto ao Sindicato e confiaram a nós o aval para discutirmos as suas pautas de reivindicações, da melhor forma possível”, afirmou.

Ele lembrou que, em 2020, o desafio será ainda maior devido aos novos ataques à classe trabalhadora, como a Medida Provisória 905 protocolada pelo presidente Bolsonaro. “A MP impacta diretamente a nossa categoria. Além de pôr fim no auxílio acidente de trajeto e taxar o seguro-desemprego, com a contratação Verde e Amarela o patrão poderá flexibilizar ainda mais as férias, o 13º e outros direitos adquiridos com muita luta pela classe trabalhadora”, criticou Leandro.

E alertou: “Se não refletirmos qual será o futuro da classe trabalhadora com todos esses ataques e irmos juntos para o enfrentamento, nós corrermos sérios riscos de que todas essas modalidades de informalidade e precarização na relação capital e trabalho sejam impostas à nossa categoria e à toda a sociedade”.

Ao final da assembleia, o dirigente membro do Comitê Sindical da Toyota, Robson Lopes dos Passos (Paraná), também agradeceu ao apoio dos trabalhadores e colocou a proposta do calendário de dias-pontes em votação, que foi aprovada por unanimidade.

Deixe seu Recado