SMetal

Imprensa

Mobilização

Metalúrgicos da Nipro conquistam aumento de 5% no salário e no PPR

A proposta aprovada prevê crescimento de 5% no valor total do PPR 2018 em relação ao ano anterior; aumento real de 1,31% nos salários e um termo de compromisso para a manutenção dos direitos previstos na CCT até que um novo acordo coletivo seja negociado

Terça-feira, 29 de Janeiro de 2019 - 12:05 - Atualizado em 29/01/2019 12:28
Imprensa SMetal

nipro, assembleia, campanha, salarial, votação, smetal,, Foguinho/Imprensa SMetal
Trabalhadores da Nipro aprovaram a proposta de reajuste em assembleia nesta terça-feira, 29Foguinho/Imprensa SMetal
Após um dia inteiro de protesto, os trabalhadores da Nipro, fabricante de materiais para medicina e odontologia em Sorocaba, conquistaram nesta terça-feira, dia 29, 5% de reajuste no salário e no Programa de Participação nos Resultados (PPR).

A proposta apresentada inicialmente pela empresa não atendia à reinvindicação dos metalúrgicos que, em protesto, pararam a produção na última segunda-feira, 28, até que as negociações fossem retomadas.

Na manhã desta terça, 29, o Sindicato dos Metalúrgicos se reuniu novamente com representantes da Nipro, chegando à uma nova proposta, que foi aprovada em assembleias pelos trabalhadores.

Segundo o diretor do SMetal, Francisco Lucrécio Saldanha, o acordo prevê crescimento de 5% no valor total do PPR 2018 em relação ao ano anterior, com pagamento previsto para esta quarta-feira, dia 30; e aumento real de 1,31% nos salários a partir de fevereiro – a diferença no valor retroativo a setembro, data-base da categoria, será paga nos salários de fevereiro e março.

O reajuste de 3,64%, referente à inflação da Campanha Salarial dos Metalúrgicos da FEM-CUT/SP já havia sendo aplicado pela empresa deste setembro.

smetal, saldanha, assembleia, nipro, Foguinho/Imprensa SMetal
Saldanha, diretor do SMetal, destacou a união e força dos trabalhadores da Nipro durante todo o processo de negociação, que garantiu conquistasFoguinho/Imprensa SMetal
A empresa se comprometeu ainda a não descontar o dia não trabalhado dos funcionários e a assinar um termo de compromisso para a manutenção dos direitos da última Convenção Coletiva assinada até que um novo acordo seja negociado.

“Os trabalhadores e trabalhadoras demonstraram união e força durante todo o processo de negociação e, juntos, chegamos à uma proposta satisfatória”, afirma Saldanha.

De acordo com ele, as negociações continuam: “vamos permanecer mobilizados, Sindicato e trabalhador, para garantir que sejam mantidos todos os direitos trabalhistas no acordo coletivo”.

Mais de 90% da categoria representada pelo SMetal já conquistou reajuste de 5% nos salários (com aumento real) e Convenção Coletiva de Trabalho.

A Nipro tem cerca de 300 funcionários e pertence ao Grupo 10, única bancada patronal que não assinou convenção coletiva com a Federação Estadual dos metalúrgicos (FEM-CUT/SP) na Campanha Salarial 2018.

Deixe seu Recado