SMetal

Imprensa

São Roque

Metalúrgicos da Metalvic fazem protesto pedindo melhorias

Quarta-feira, 17 de Agosto de 2016 - 15:52 - Atualizado em 27/12/2016 15:07
Imprensa SMetal

,
A paralisação dos trabalhadores durou duas horas, mas caso a empresa não se manifeste sobre as reivinidcações, poderá haver greve novamente
Os trabalhadores do grupo Metalvic, em São Roque, fizeram um protesto de duas horas na manhã desta quarta-feira, dia 17, pedindo melhorias no transporte, convênio médico, entre outras reinvindicações.

Segundo o diretor-executivo do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), João Farani, o total de vagas disponíveis no transporte da empresa não atende ao número de trabalhadores. "Muitos funcionários vão e voltam do local de trabalho em pé no ônibus, pois o número de pessoas excede ao número de acentos", explica.

Além disso, após a mudança de convênio médico - do Santa Casa Saúde para Unimed - trabalhadores tiveram um aumento expressivo no valor do benefício, que achega até 200%, de acordo com o número de integrantes na família.

Durante a paralisação em frente à fábrica, foi denunciado ainda que a empresa está adotando um banco de horas irregular, no qual os trabalhadores só têm conhecimento da escala em cima da hora.

O SMetal, junto com trabalhadores, estipulou que a empresa tem até o dia 24 de agosto para tomar providência sobre as denúncias. "Caso nada seja feito, haverá paralisação por tempo indeterminado", afirma Farani.


Campanha Salarial

Durante o protesto, os trabalhadores debateram também pontos da Campanha Salarial de 2016. A data-base da categoria é 1º de setembro e a Metalvic pertence ao Grupo de Fundição, que já iniciaram as rodadas de negociação.

"A campanha salarial será difícil este ano. Os patrões já falam em congelamento dos salários e retirada de diretos, mas não vamos pagar o pato. Queremos um reajuste salarial digno à categoria e uma convenção coletiva que respeite o trabalhador", garante o diretor do SMetal.

Deixe seu Recado