SMetal

Imprensa

Participação nos Resultados

Metalúrgicos da Kanjiko e Usimaco aprovam propostas de PPR

Na Kanjiko, a proposta aprovada foi de pagamento de antecipação do PPR em abril e retomada das negociações em agosto. Já na Usimaco, o valor aprovado é 10% maior que o do ano passado

Sexta-feira, 27 de Abril de 2018 - 10:53 - Atualizado em 27/04/2018 12:52
Imprensa SMetal

kanjiko, ppr,, Foguinho/Imprensa SMetal
Assembleia de aprovação de antecipação do PPR na Kanjiko aconteceu na tarde de quinta-feira, 26; autopeça tem cerca de 500 trabalhadoresFoguinho/Imprensa SMetal
Os trabalhadores das empresas Kanjiko, sistemista da Toyota, e da mecânica Usimaco, aprovaram propostas de Programa de Participação nos Resultados (PPR), em assembleias conduzidas pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), na última quinta-feira, dia 26.

Na Kanjiko, que fabrica para-choque e suspensão de veículos e tem cerca de 500 trabalhadores, a proposta colocada em votação foi de pagamento da antecipação do PPR ainda em abril e retomada das negociações a partir de agosto.

usimaco, Foguinho/Imprensa SMetal
A Usimaco fica no Retiro São João, em Sorocaba, tem 20 trabalhadores e fabrica ferramentasFoguinho/Imprensa SMetal
“Após inúmeras reuniões entre o SMetal, o CSE, a Comissão de Fábrica e a empresa, não foi possível chegar num consenso sobre o melhor acordo. Por isso, decidimos levar aos trabalhadores uma proposta de antecipação da primeira parcela e continuação das negociações do valor final, que foi aprovada por unanimidade”, explica o diretor do SMetal, João Farani.

 

Usimaco

Na Usimaco, a proposta de Participação nos Resultado aprovada é 10% maior que a do ano anterior. A empresa fica no Retiro São João, em Sorocaba, tem 20 trabalhadores e fabrica ferramentas.

De acordo com o dirigente sindical do SMetal, Alessandro Marcelo Nunes (Panda), a primeira parcela será paga dia 20 de maio e a segunda em dezembro de 2018.

Os valores de PPR não são divulgados para não prejudicar negociações em andamento com outras empresas do setor.

 

Deixe seu Recado