SMetal

Imprensa

Participação nos Resultados

Metalúrgicos da Edscha conquistam 13,08% de aumento no PPR

Proposta foi negociada pelo SMetal, CSE de Edscha e Comissão de PPR e aprovada durante assembleia realizada nesta sexta-feira, dia 6; primeira parcela será paga em junho e a segunda, atrelada às metas, em janeiro de 2023

Sexta-feira, 06 de Maio de 2022 - 15:23 - Atualizado em 06/05/2022 15:48
Imprensa SMetal

edscha, ppr, smetal, sorocaba, sindical, plr, assembleia, Daniela Gaspari / Imprensa SMetal
A assembleia com os trabalhadores da Edscha aconteceu na tarde desta sexta-feira, dia 6Daniela Gaspari / Imprensa SMetal
Com 13,08% de crescimento no valor total em comparação ao ano anterior, os trabalhadores da Edscha aprovaram a proposta do Programa de Participação nos Resultados (PPR) de 2022, negociada pela diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), o Comitê Sindical da Empresa (CSE) e a Comissão eleita na fábrica.

A assembleia para deliberação do acordo aconteceu na tarde desta sexta-feira, dia 6. A primeira parcela do Programa será paga no mês de junho de 2022 e a segunda, atrelada aos indicadores e metas, em janeiro de 2023.

edscha, ppr, smetal, sorocaba, sindical, plr, assembleia, Daniela Gaspari / Imprensa SMetal
Os dirigentes sindicais da Edscha e os membros da Comissão de PPR apresentaram a proposta aos trabalhadoresDaniela Gaspari / Imprensa SMetal
Durante a assembleia, Newton Alberto Fernandes Pereira (Mineiro), coordenador do CSE da Edscha, lembrou do histórico das negociações, iniciada em fevereiro deste ano. “Foram cerca de sete reuniões, várias propostas de valores rejeitadas na mesa até chegar a um valor e metas que tanto nós, como os trabalhadores, entendemos serem condizentes com o ritmo de produção da empresa”, contou.

Ele destacou ainda a participação ativa dos membros da Comissão de PPR, formada por metalúrgicos eleitos na fábrica. “Quando se tem uma Comissão participativa, que sabe a realidade da empresa e as reivindicações dos trabalhadores, é um grande passo para garantirmos melhorias, como foi na Edscha. Com certeza, fez toda a diferença”, assegurou Mineiro.

O dirigente sindical Douglas Nunes da Silva (Zóio) também participou da assembleia. Os valores e indicadores dos acordos de PPR não são divulgados pelo SMetal para não influenciar outras negociações em andamento na categoria, nem expor o trabalhador.

A Edscha fica no Éden, em Sorocaba, tem cerca de 400 trabalhadores e fabrica peças e acessórios para veículos automotivos.

Deixe seu Recado