SMetal

Imprensa

Pela democracia

Manifestações dizem NÃO ao retrocesso

Com organização da Frente Brasil Popular, mobilizações acontecem em diversas capitais do país e condenam o golpe jurídico-midiático

Quarta-feira, 16 de Março de 2016 - 12:12 - Atualizado em 27/12/2016 14:35
Imprensa SMetal

,
O ato em São Paulo ocorre no vão livre do MASP, da Avenida Paulista, com concentração marcada para as 16h
Mais de 60 entidades compõem a Frente Brasil Popular que sairá às ruas, na próxima sexta-feira, dia 18, para as mobilizações contra os ataques à democracia que vem ocorrendo com o apoio de grandes veículos de comunicação.

De Sorocaba, sairão direto para a avenida Paulista, em São Paulo, cerca de 10 ônibus com militantes sociais, sindicais, estudantis e trabalhadores em geral que compõem e apoiam o Comitê de Resistência Democrática.

A presença de Lula é aguardada na manifestação de São Paulo, que está marcada para 16h, no vão livre do Masp, na Avenida Paulista.

De acordo com o presidente do SMetal, Ademilson Terto da Silva, que também coordena a subsede regional da CUT de Sorocaba, há um golpe sendo preparado e não é apenas contra um partido de esquerda, mas contra as garantias individuais quando se tem ação da justiça passando por cima da Constituição. "Isso é um atentado contra o Estado Democrático de Direito", afirma.

A organização do Comitê de Resistência Democrática de Sorocaba e região, assim como todas as entidades que participam da Frente Brasil Popular, deixam claro que não se pode tolerar a violência praticada contra a militância e contra entidades que representam uma trajetória de luta por mais direitos, como os atos que ocorreram no final de semana, dias 12 e 13, contra as sedes da UNE, do PCdoB, da subsede da CUT Campinas e a invasão policial armada à assembleia realizada na última sexta-feira, dia 11, na subsede Diadema do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Além de combater o golpe, as manifestações também pedirão por mudanças na política econômica do governo Dilma.


Repúdio

As entidades que compõem a Frente Brasil Popular se reuniram em São Paulo dia 4 de Março e manifestaram repúdio à operação político-midiática da "condução coercitiva" do ex-presidente Lula por agentes da "Operação Lava-Jato".

A Frente também repudia o "sequestro" de informações de email do Instituto Lula, sem mandado, e os ataques às entidades progressistas da sociedade.
Os movimentos estão em estado de alerta e mobilização permanente em defesa da democracia, contra o golpe e em defesa de nossas conquistas e direitos ameaçados.


CONCENTRAÇÃO

•O ato em São Paulo ocorre no vão livre do MASP, da Avenida Paulista, com concentração marcada para as 16h.

Deixe seu Recado