SMetal

Imprensa

Exclusivo

Lula tratará de escola técnica federal para Sorocaba na próxima visita

Afirmação foi feita com exclusividade à imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos após inauguração do campus da UFSCar na cidade, na manhã desta sexta, 20

Sexta-feira, 20 de Agosto de 2010 - Atualizado em 27/12/2016 11:54
José Jesus Vicente/Imprensa Smetal

,
Lula conversa com repórter José J. Vicente, da imprensa do Sindicato, que conseguiu 'furar' bloqueio para falar com o presidente

O presidente Lula sabe que Sorocaba, mesmo com mais de 600 mil habitantes, ainda não conta com uma escola técnica federal. Sabe que há demanda para instalação do ensino profissionalizante na cidade e que setores da sociedade têm se mobilizado nesse sentido. O presidente afirmou que vai tratar do assunto na próxima viagem ao município, ainda sem data marcada.

A informação foi passada com exclusividade à imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos, que furou o bloqueio da segurança e conseguiu falar com o presidente, quando ele deixava a cerimônia de inauguração do campus da Ufscar (Universidade Federal de São Carlos), em Sorocaba, no começo da tarde desta sexta-feira (20).

Durante a cerimônia Lula conversou e trocou apertos de mãos por pelo menos duas vezes com o prefeito Vitor Lippi (PSDB), "mas não tratamos desse assunto (escola técnica federal para Sorocaba)", disse.

Mais acesso
Dentro do programa de democratização do acesso ao ensino brasileiro, o Governo Lula construiu mais de duzentas escolas técnicas e instalou quase 100 campi universitários. "Desde quando Nilo Peçanha inaugurou a primeira escola técnica em 1909, até 2003, foram inauguradas 144 escolas técnicas no Brasil. Nós aumentamos esse número quase uma vez e meia em oito anos", frisou Lula durante discurso na Ufscar.

Educação não é gasto
Para citar o valor da educação, em seu discurso de 28 minutos, Lula se lembrou das suas primeiras candidaturas a presidente. Disse que ficava triste e deprimido porque os mais pobres eram os que não votavam nele, por falta de crença em si mesmos.

"Como eles iam votar em mim, uma pessoa igual a eles, um torneiro mecânico, se eles não acreditavam nem neles mesmos"!

Para mudar esse paradigma e elevar auto-estima do povo brasileiro, Lula disse que proibiu a palavra "gasto" quando se trata de Educação e, além da ampliação das universidades, criou vários programas educacionais para a população mais pobre, como ProUni. "Educação não é gasto, é investimento, e o mais rápido a dar resultado", frisou.

Eventos simultâneos
Ao mesmo tempo em que Lula inaugurava a Ufscar, o ministro da educação Fernando Haddad inaugurava, com transmissão ao vivo entre as duas cidades, o Campus Universitário Curitibanos, em Curitibanos, no planalto central catarinense.

Até o fim do ano, quando deixará o governo, Lula deverá ter instalado 214 escolas técnicas federais e 118 novos campi universitários.

Deixe seu Recado