SMetal

Imprensa

Flex

Incêndio em maquinário atinge 32 metalúrgicos da Sinctronics

Houve inalação de fumaça e queimaduras. Um dos trabalhadores está no Hospital Regional e teve queimadura de até segundo grau em 12% do corpo

Quarta-feira, 11 de Outubro de 2017 - 16:12 - Atualizado em 11/10/2017 17:14
Imprensa SMetal

hospital, modelo, Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
Trinta e um trabalhadores foram atendidos no Hospital Modelo, no Trujilo (foto); apenas um foi atendido no Hospital Regional devido a queimadurasDaniela Gaspari/Imprensa SMetal

Trinta e dois metalúrgicos da Sinctronics, empresa de reciclagem da Flextronics, em Sorocaba, foram socorridos depois de incêndio ocorrido pouco antes das 12h desta quarta-feira, dia 11.

Vinte e seis trabalhadores deram entrada por conta de inalação de fumaça e seis por causa de queimaduras.Trinta e um deles foram atendidos no Hospital Modelo, no Trujilo. Um queimado foi atendido no Hospital Regional por ter sido socorrido pelos Bombeiros.

Segundo Jorge Funaro, diretor de novos projetos da Flex, o acidente aconteceu por volta de meio dia e o encaminhamento aos hospitais aconteceu logo em seguida.

Dos cinco trabalhadores atendidos no Modelo por queimaduras, uma já havia sido liberada às 16h, duas ficarão em observação por seis horas e outras duas continuarão internadas para serem medicadas.

O metalúrgico Pedro Barbosa Neto, de 28 anos, que foi atendido no Hospital Regional, teve queimadura de até segundo grau em 12% do corpo. Mas ele chegou consciente no hospital e, segundo assessoria da Secretaria de saúde do Estado de São Paulo, o estado dele é estável, mas não tem previsão de alta.

Em frente ao hospital Modelo, a assessora de imprensa, Linda de Oliveira, confirmou que os trabalhadores foram levados da empresa em ônibus fretado direto para o hospital Modelo, do convênio da empresa.

Pelas informações obtidas até o momento, o incêndio aconteceu em um maquinário de tonner. “A perícia está na empresa averiguando o que aconteceu. Já entramos em contato com todas as famílias”, afirma. De acordo com Linda a brigada da própria Sinctronics conteve o incêndio.


SMetal acompanha

O diretor do SMetal, membro do Comitê Sindical de Empresa (CSE), Valdecir Nunes da Silva, esteve a todo momento atrás de informações para saber sobre o estado de saúde dos metalúrgicos, mas a empresa colocou barreiras para acessar a unidade de negócio.

Jorge Funaro, da direção da Flex, afirma que a máquina foi interditada e a unidade de reciclagem Sinctronics só será reaberta na segunda-feira, dia 16. Até lá, todos os 104 funcionários estão dispensados do trabalho.

Ainda de acordo com Funaro, a máquina que se incendiou é de origem alemã e não voltará a funcionar até que a causa do defeito seja apurada.


Mais notícias

A imprensa do SMetal está em contato tanto com a empresa quanto com a assessoria de imprensa do Hospital Regional para acompanhar a situação do trabalhador que ainda não tem previsão de alta.

Conforme o secretário de organização, Izídio de Brito, o Sindicato está apurando o que aconteceu para tomar as devidas providências.

flex, imprensa, Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
Segundo Linda, assessora de imprensa da Flex, peritos estão na empresa averiguando o que aconteceu. “Já entramos em contato com todas as famílias”, afirma.Daniela Gaspari/Imprensa SMetal

Deixe seu Recado